Resultados da busca para "como-acabar-com-lagartas-de-coqueiro"

Marceneiro - aprenda as melhores técnicas de pré-acabamento e acabamento para móveis

O trabalho na marcenaria não é apenas arte, exige técnicas de quem a pratica e conhecimento de tecnologias variadas, que permitem a fabricação de móveis que possam atender às necessidades estéticas e de conforto do ser humano. Para isso, o marceneiro deve ser treinado para trabalhar com desenhos, croquis e especificações técnicas em função das fases estabelecidas na execução da fabricação de móveis. Da mesma forma, deve ter conhecimento sobre as matérias- primas, já que é o responsável pela escolha, em relação aos tipos, procedência e utilização de elementos de fixação.

Bicho-da-seda - desenvolvimento larval, limpeza da cama e manutenção dos casulos

Muitas vezes ocorre desuniformidade no desenvolvimento das lagartas na criação, podendo dificultar o manejo. As causas são as mais diversas, mas é preciso prestar atenção principalmente no último trato de cada idade (o último abastecimento antes do sono deve ser fraco), e o primeiro trato quando as lagartas acordam do sono deve ser feito somente quando a maioria das lagartas estiverem acordadas. Ao polvilhar as folhas com cal hidratada, estas ficam secas e assim as lagartas, ao acordarem do sono, não se alimentarão, aguardando o primeiro trato. Dessa maneira, o criador tenta igualar o desenvolvimento das lagartas. Se o criador não conseguir igualar as lagartas, deve separá-las em locais diferentes da esteira. Isso pode ser feito durante o sono, após o polvilhamento com cal; restando ainda lagartas acordadas, faz-se outro fornecimento de ramos e quando as lagartas subirem nos ramos, elas serão transportadas para outra parte da esteira.

Produção de Amendoim - pragas que atacam o amendoinzal

Considerando-se a frequência com que ocorrem e prejudicam a cultura, as principais pragas encontradas no amendoim, são o trips e a lagarta do pescoço vermelho. Cigarrinhas e outras lagartas podem ocorrer, com frequência e, também, danos variáveis. Mais esporadicamente, podem ocorrer ácaros, percevejos, cupins e cochonilhas. As características das principais pragas são apresentadas a seguir:

Como prevenir e combater algumas pragas do coqueiro

Introduzido no Brasil pelos portugueses, em 1553, hoje, o coqueiro está distribuído na maioria dos estados brasileiros, sendo ele uma das características das paisagens litorâneas. Ele também é muito difundido como planta ornamental nas praças, parques e nos quintais das residências, fazendo parte da ornamentação dos jardins, demarcando entradas de propriedades, embelezando fachadas de prédios e decorando áreas de lazer.

Coqueiro anão - fatores essenciais para o sucesso da cultura

No Brasil, há alguns anos, os cultivos de coqueiro anão deixaram de ser feitos apenas nas regiões litorâneas para expandir-se também para regiões que antes não eram consideradas propícias para a implantação dessa cultura. À medida que a cultura do coqueiro anão foi se expandindo, as técnicas de cultivos, já existentes, foram aprimoradas e outras, mais eficientes, foram desenvolvidas e colocadas à disposição dos produtores, gerando sucesso na produção.

Formigas cortadeiras e lagartas dos cafeeiros - reconhecimento e controle

As formigas cortadeiras e causam prejuízos às grandes culturas, aos reflorestamentos, aos horticultores, às pecuárias de corte e leite (pastagens), inclusive aos pequenos sitiantes e proprietários de chácaras e casas-de-campo. Além das formigas, o cafeeiro é hospedeiro de lagartas de muitas espécies, algumas delas urticantes, que causam queimaduras (dermatite urticante) nos trabalhadores. Estas são conhecidas como taturanas ou lagartas-de-fogo. Já a lagarta-dos-cafezais, de coloração variável (verde, alaranjada, marrom e preta), não é urticante, mas, da mesma forma, é uma praga que causa sérios prejuízos ao cafeeiro.

Pragas do mamão - Lagarta-rosca (Agrotis ipsilon)

Não é uma praga muito comum à cultura do mamoeiro, mas pode atacar as plantinhas no viveiro, seccionando-as rente ao solo. É uma lagarta de hábito noturno, e que durante o dia abriga-se sob o solo. - Controle O mesmo produto indicado anteriormente para mandarová, assim que os primeiros danos sejam observados, desde que seja verificada a presença da lagarta na planta.

Irrigação do coqueiro anão

A distribuição das chuvas é o fator que mais interfere no desenvolvimento do coqueiro, sendo que o crescimento e a produção não dependem apenas da pluviosidade total, mas também da distribuição anual das chuvas. O coqueiro requer uma precipitação pluvial em torno de 1500 mm, uniformemente distribuídos.

Acabamento em móveis: preparo da superfície, envernizamento, tingimento, laqueamento, selamento e enceramento

Fabricar um móvel sem conhecer as técnicas de corte, preparação e montagem é impossível. Entretanto, em termos comerciais, de nada adianta conhecer essas técnicas, se o acabamento do móvel que está sendo fabricado for mal feito. É o acabamento que, em última instância, dá qualidade visual ao móvel. Além disso, se mal feito, colocará a perder todas as etapas anteriores da fabricação. É por isso que executar bem essa fase é fundamental para o sucesso do trabalho do marceneiro.

Coqueiro anão - 8 vantagens da irrigação localizada

Nas plantações de coqueiro anão, pode-se aplicar água diretamente sobre a zona radicular das plantas, em alta frequência e baixa intensidade, permitindo que o solo permaneça constantemente com umidade elevada. A esse método, chamamos Irrigação Localizada. Dentre as principais vantagens desse sistema, temos a economia de água, o baixo consumo de energia, a maior eficiência de irrigação, a facilidade na aplicação de fertilizantes, a redução de mão de obra, o aumento da produção, a melhora da qualidade dos cocos, a diminuição de danos ao coqueiro e a adaptação a inúmeros tipos de solos e terrenos.  

Atendimento Online
Quer Facilidade