Resultados da busca para "castracao-de-leitoa-femae"

Dicas para o manejo na recria de leitoas de reposição

As leitoas de reposição não devem receber as mesmas condições de manejo e alojamento aplicadas aos suínos de terminação. De preferência, as leitoas devem ser separadas destes animais a partir da desmama, e alojadas em baias com piso de boa qualidade. Devem ser evitados pisos irregulares, abrasivos, com grades cortantes, escorregadios ou úmidos.

Leitoa à pururuca, uma delícia mineira

Nas regiões mais pobres, a quitanda preferida é o biscoito de polvilho, a farinha suada - feita de fubá de milho, refogado na gordura e no alho, abafado até cozinhar, que era servida com feijão inteiro ou com café. Já nas regiões mais ricas, onde havia fartura de leite, surge o queijo Minas. Mais tarde, o biscoito de polvilho foi misturado ao leite e ao queijo, surgindo o famoso pão de queijo, símbolo da mineiridade.

Manejo de leitões - cuidados durante o parto e após as primeiras mamadas

O manejo adequado dos leitões começa antes de seu nascimento, quando a maternidade é lavada, desinfetada e passa por um vazio sanitário. O principal sinal da proximidade do parto é a presença de leite nos tetos da leitoa. Assim que isso é detectado, ela é encaminhada para a maternidade, onde receberá todo o atendimento necessário. O parto demora de quatro a seis horas e o intervalo entre o nascimento dos leitões varia de 10 a 20 min. O término do parto ocorre quando a porca elimina a placenta.

Manejo dos leitões passa por mudanças para permanecer na liderança do consumo da carne

A carne suína é a fonte de proteína animal mais consumida no mundo, representando quase metade do consumo e da produção. O Brasil é o quarto maior produtor, abaixo da China, da União Europeia e dos Estados Unidos, consumindo cerca de 10 Kg/habitante/ano, sendo que sua produção aumenta cerca de 6 % ao ano.

Leitões bem manejados resultam em eficiência na produção

A produção nacional de suínos passou por significativas mudanças que se consolidaram, constituindo a base do que hoje é a suinocultura. Sua evolução atinge a cadeia produtiva como um todo, da genética à gestão de negócios, passando, é claro, pela nutrição, instalação, sanidade e práticas ambientalmente corretas.

Método de castração de bovinos e suínos por meio de vacinação

A castração de bovinos e suínos pode ser feita apenas com a aplicação de uma vacina, sem precisar passar pelos inconvenientes de uma intervenção cirúrgica. Por meio de um produto chamado Bopriva, é possível fazer a castração de animais visando atender os produtores rurais que têm o hábito de castrar em sistemas de produção a pasto ou confinamento. O produto visa também àqueles pecuaristas que abandonaram o método de castração convencional por dificuldades de manejo.

Castração dos bovinos - por que deve ser feita e quais as principais técnicas

Nos primórdios, a castração dos bovinos tinha o objetivo único de acalmar os machos. Com o passar dos tempos, este procedimento passou a ser usado pelos pecuaristas visando ao aprimoramento da qualidade da carne de boi, além da sanidade dos bovídeos. Entretanto, embora algumas técnicas tradicionais não afetem o bem-estar do bovino, outras podem trazer algumas complicações, como o estresse do animal, a perda de peso, ou até a morte resultante de infecções.

Suinocultura - a mortalidade dos leitões

Um dos fatores mais preocupantes na suinocultura é a natimortalidade e mortalidade de leitões. A primeira se refere ao período pré e durante o parto e a segunda, são os primeiros dias de vida dos leitões. A mortalidade apresenta os índices mais preocupantes da produção e cerca de 60% das mortes ocorrem entre os cinco primeiros dias após o nascimento. Por isso, o produtor deve adotar medidas de manejo adequadas desde a gestação da porca matriz até os primeiros dias de vida dos filhotes

Aprenda a fazer 3 receitas de arroz natalino

Não há nada melhor do que servir a seus convidados belos pratos no Natal. E a cozinha brasileira é bastante farta nesse quesito: leitoa assada, farofa agridoce, costela ao molho madeira, lombo recheado com ameixa, salada tropical, tudo vai muito bem quando acompanhado de um belo prato de arroz. Mas não o arroz tradicional, afinal trata-se da Ceia Natalina

Da maternidade para a creche: como transferir leitões?

A saída da maternidade para a creche representa um choque para os leitões, pois deixam a companhia da porca e, em substituição ao leite materno, passam a se alimentar exclusivamente de ração. "Por essa razão, os cuidados dedicados aos leitões, principalmente nos primeiros dias de creche, são importantes para evitar perdas e queda no desempenho, em função de problemas alimentares e ambientais que, via de regra, resulta na ocorrência de diarreias", afirma Dr. Paulo César Brustolini, professor do Curso a Distância CPT Manejo de Leitões do Nascimento ao Abate, em Livro+DVD e Curso Online.

Atendimento Online
Quer Facilidade