Resultados da busca para "aspectos-positivos-e-negativos-do-processo-de-mecanizacao-da-agricultura"

Processamento de pescado - etapas e tipos ideais de peixe para o beneficiamento

Os peixes escolhidos para o processamento de pescados devem ser, de preferência, aqueles de carne mais branca, magra, firme, sem gosto "forte", e sem mioespinhos, principalmente para a produção de filés. Alguns exemplos de peixes que podem ser utilizados no processamento de pescados são a merluza, a tainha, o cação, o namorado, a tilápia. Para defumar ou filetar, podem-se usar peixes mais "nobres" como o salmão e o surubim (pintado). Já para produtos feitos com a carne triturada, é mais lógico empregar espécies mais baratas e de fácil aquisição. A tilápia é extremamente versátil e reúne todos os atributos do peixe ideal para processar. É comprovadamente uma das espécies possuidoras de carne de excelente qualidade, tendo sua tecnologia de produção completamente dominada, sendo fácil de obter no comércio. É bom lembrar que a presença dos chamados "espinhos" faz muita gente deixar de experimentar o pescado. É preciso, tabém, pensar que crianças irão comer os produtos, sendo mais seguro utilizar os tipos indicados. A traíra e o dourado apesar de serem saborosos, possuem muitos mioespinhos não sendo, portanto, adequados. Na produção artesanal, nem sempre é possível triturar satisfatoriamente esses "espinhos" com a máquina de moer. As etapas necessárias para o processamento do pescado são:

Café Orgânico - agricultura convencional x agricultura orgânica

Os processos biológicos na agricultura orgânica, na qual está inserida a produção de café orgânico, substituem os insumos tecnológicos. Um exemplo disso são as monoculturas, que são apoiadas no uso intensivo de fertilizantes sintéticos e de agrotóxicos na agricultura convencional. Já na agricultura orgânica, essa monocultura é convertida em uma rotação de culturas, na diversificação, no uso de bordaduras, consórcios, entre outras práticas.

Agricultura familiar aliada à agricultura natural

Agricultura familiar refere-se ao cultivo da terra em pequenas propriedades rurais, realizado com mão de obra familiar, diferente da agricultura tradicional, que utiliza mão de obra fixa ou temporária. Esse sistema visa à erradicação da fome e da pobreza, à provisão da segurança alimentar, ao aprimoramento dos meios de subsistência, à boa gestão dos recursos naturais, ao cultivo sem agredir o meio ambiente e ao desenvolvimento sustentável das áreas rurais.

O processamento dos pescados garante ao consumidor alimentos saudáveis

O processamento de pescados é uma atividade bastante complexa e, como toda indústria de alimentos, deve ser rigorosa quanto aos aspectos de higiene e sanidade. Portanto, para o sucesso na comercialização, os produtos devem ter excelente qualidade e essa qualidade vai depender da matéria-prima empregada, da tecnologia de processamento, da higiene no preparo, das embalagens utilizadas e do armazenamento adequado. O beneficiamento possibilita, então, a comercialização do pescado de forma higiênica, aumentando a vida útil e incrementando sua qualidade. Assim, agrega-se valor ao produto ?in natura?, obtém-se um produto diferenciado e competitivo e permite oferecer novas opções ao consumidor, por exemplo peixe filetado (filés de peixe), fishburguer, nuggets, linguiças, empanados, tirinhas de peixe, patês, entre outros.

Descubra em 7 passos como ser mais otimista e ter uma vida melhor

Todos querem ter uma vida melhor, querem ser física e mentalmente saudáveis. A aptidão mental pode ser definida como uma atitude geral de otimismo, autoconfiança e bom ânimo, que afeta positivamente tudo o que fazemos. É muito parecida com a condição física: para alcançá-la, deve ser trabalhada todos os dias até ser incorporada ao caráter e à personalidade.

Importância do melhoramento genético para a pecuária

O manejo da pastagem não é o único aspecto que pode ser alterado para propiciar maior produção por área na atividade pecuária. Diversos outros aspectos podem ser considerados e a genética do rebanho é um deles, já que pouco adiantará a um pecuarista aprimorar suas técnicas de manejo, se seus animais não têm potencial para responder a essa melhora do manejo com aumento da produção. Por isso, o melhoramento genético tem o objetivo de fazer com que os animais de um rebanho tenham, cada vez mais, características positivas de produção. Isso é feito com técnicas que vão interferir no processo de reprodução, para que, nas gerações seguintes de animais, a herança de características positivas seja maior que a de negativas.

Agricultura natural ou agricultura orgânica: qual escolher?

O que ocorre com a agricultura natural é que o processo de modernização desvaloriza os processos naturais e biológicos, dando prioridade para a mecanização e a utilização de adubos minerais e de agrotóxicos que, a princípio, elevam a produtividade das culturas, porém, geram sérios problemas ao meio ambiente.

Aspectos legais sobre primeiros socorros em emergências

Para evitar processos judiciais, algumas pessoas não querem se envolver em situações de emergência. No entanto, tal situação não está fundamentada em aspectos reais. O que acontece na verdade é que podem ocorrer processos indenizatórios contra instituições que não tenham cumprido normas técnicas ou legislação pertinente à segurança. Na maioria das emergências, o indivíduo não é legalmente obrigado a prestar o atendimento de primeiros socorros, quando não há um dever legal; mas, quando o fizer, deve saber como agir contra prováveis processos judiciais.

Agricultura orgânica: definição, princípio, objetivo e benefícios

A agricultura natural, também conhecida como agricultura orgânica, é definida como um sistema de exploração agrícola que se fundamenta no emprego de tecnologias alternativas que procuram tirar o máximo proveito da potencialidade da natureza, isto é, da ecologia e dos recursos naturais locais. Trata-se de um sistema de produção agrícola que privilegia a qualidade de vida do ser humano e a preservação do meio ambiente, utilizando-se sempre, e a qualquer custo, de práticas ecologicamente corretas, a fim de atender à demanda dos consumidores por produtos mais saudáveis e à de agricultores, que buscam condições de trabalho favoráveis à qualidade de vida e à preservação do meio ambiente.

Aspecto ambiental: como definir esse conceito?

Aspecto é o nome que se dá ao fato causador de um impacto ambiental. Para preveni-lo, primeiramente, é preciso saber qual é a sua causa, ou seja, identificar o seu aspecto causador. Isto porque o impacto ambiental é resultante da interação do aspecto com o ambiente. Este conceito está disponível na Resolução Conama no 01 de 1986, afirma Ulysses Costa Freire, professor do Curso a Distância CPT Impactos Ambientais na Propriedade Rural - Prevenção e Controle, em Livro+DVD.

Atendimento Online
Quer Facilidade