Resultados da busca para "acara-baru"

Saiba mais sobre o nutritivo baru

O baru (Dipteryx alata) é uma árvore da família das leguminosas, com 16 m de altura, nativa do cerrado brasileiro. Conhecida também com os nomes barujó, bugueiro, cambaru, castanha-de-bugre, coco-feijão, cumari, cumaru, cumarurana, cumbaru, feijão-baru, feijão-coco, imburana-brava e pau-cumaru, esta planta pode ser encontrada no Triângulo Mineiro, no Norte de São Paulo, no Amazonas, na Bahia, no Maranhão, no Mato Grosso, no Mato Grosso do Sul, no Distrito Federal e no Goiás.

Peixes de água doce do Brasil - Acará-Bandeira (Pterophyllum scalare)

O peixe Acará-Bandeira é um peixe de escamas. Possui o corpo achatado, com listras verticais negras. Apresenta barbatanas longas e coloração variando do vermelho ao prateado. Esse peixe pode alcançar os 18 centímetros de comprimento. É uma espécie que apresenta dimorfismo sexual. A fêmea possui oviduto à mostra e o ventre volumoso. O comportamento do Acará-Bandeira é muito pacífico, o que o torna o preferido dos aquariófilos.

Peixes de água doce do Brasil - Acará (Geophagus brasiliensis)

O Acará é um peixe de escamas muito comum em rios de todo o Brasil. É um peixe muito resistente. Possui uma coloração bem característica, principalmente quando bem aclimatado e alimentado, mostra pontos fosforescentes e cores vermelho vinho, azul petróleo e cinza, entre outras cores. Seu corpo e suas barbatanas variam do castanho claro ao escuro, apresentando uma pinta preta no meio do corpo. Também possui pequenas pintas claras por toda a extensão do corpo, principalmente na parte debaixo e nas barbatanas. Pode chegar aos 25cm.

Peixes de água doce do Brasil - Acará-Disco (Symphysodon aequifasciatus)

O Acará-Disco é um peixe de escamas. Pode alcançar os 15 centímetros de comprimento. Apresenta o corpo achatado e barbatanas longas, dando a forma de disco a seu corpo. Sua boca é protátil, com lábios bastante grossos. O macho da espécie é mais colorido que a fêmea. Suas cores podem variar entre o vermelho, o azul, o branco, o amarelo, ou ainda o verde ou o castanho. Também apresentam estrias azuladas pelo corpo, além de faixas transversais.

Peixes ornamentais - as espécies de água doce mais comercializadas

Atualmente, no Brasil, os peixes ornamentais importados encontram mercado, porque são frutos de melhoramento genético e apresentam sempre novas variedades, que não são produzidas no país. Veja o exemplo do acará-disco cuja produção nacional é quase que inteiramente proveniente de capturas realizadas na bacia do rio Amazonas. Esta mesma espécie é largamente produzida para exportação em Cingapura, na Ásia, onde representa uma alternativa de produção bastante rentável devido ao elevado preço de suas variedades melhoradas, como o malboro, a pigeon, a blue-diamond, entre muitas outras espécies de peixe.

Pragas do maracujá - controle de cupins e ácaros

Existem espécies de cupins que atacam o maracujazeiro, podendo ocasionar danos que o leva à morte. As espécies mais comuns, no entanto, atacam apenas material vegetal em decomposição. Por isso, é preciso uma cuidadosa observação para verificar a importância do ataque, quando se constata a presença desses insetos no pomar. O controle só deverá ser iniciado quando for observada a presença de cupins danificando as plantas vivas.

Pragas da Seringueira - Percevejo ou Mosca de Renda e Ácaro da Seringueira

O percevejo de renda (Leptopharsa heveae), também conhecido como mosca de renda, tem causado grandes problemas nos seringais do Mato Grosso e São Paulo. Essa praga, tanto na forma adulta quanto na forma juvenil, ataca o seringal, sugando a seiva e provocando o desfolhamento das plantas. Os ataques mais severos podem causar uma redução de 27,7% no crescimento em altura e de 45% no diâmetro do colo das plantas em viveiro, bem como uma redução na produção de látex que chega a atingir 30 % do total.

Controle das pragas do melão: larva minadora, pulgão, vaquinha, broca, Mosca-das-frutas e ácaro

Para que a cultura do melão prospere e gere lucos ao produtor, deve-se fazer um controle sistemático das suas principais pragas, como os pulgões, as brocas, as vaquinhas, os ácaros e as Moscas-das-frutas. O melhor controle feito pelo agricultor é a prevenção, por meio de inspeções rotineiras nos meloeiros. Dessa forma, se o ataque de tais pragas for detectado no início, haverá tempo suficiente de exterminá-las por completo.

Pragas do mamão - Ácaro branco (Polyphagotarsonemus latus)

O ácaro-branco, Polyphagotarsonemus latus, também conhecido como ácaro-da-queda-do-chapéu-do-mamoeiro, localiza-se na face inferior das folhas novas, tornando-as cloróticas, coriáceas e encarquilhadas. Praticamente, não é visto a olho nu, sendo notado somente quando as plantas atacadas já apresentam os sintomas típicos.

Mamão: principais pragas do mamoeiro e métodos de controle

Na década de 70, com a introdução do chamado mamão papaya, conhecido também como mamão Havaí, houve a expansão dessa cultura no Brasil. Por apresentar características que são aceitas tanto pelo mercado internacional como o nacional, esta variedade do grupo Solo teve rápida aceitação.

Atendimento Online
Quer Facilidade