WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Tratamento das unhas - como evitar as micoses

Boa manutenção das unhas.

  Bons hábitos higiênicos são importantes para se evitar as micoses.

Bons hábitos higiênicos são importantes para se evitar as micoses. Indique ao seu cliente para se prevenir, seguindo as dicas a seguir:

. Manter as unhas secas e limpas;
. Usar luvas plásticas ou de borracha, sobre luvas de algodão;
. Proteção contra traumas constantes;
. Não andar descalço em pisos constantemente úmidos (lava-pés, vestiários, saunas);
. Observar a pele e o pelo de seus animais de estimação (cães e gatos);
. Qualquer alteração, como descamação ou falhas no pelo, procure o veterinário;
. Evite mexer com a terra sem usar luvas;
. Usar somente o seu material de manicure;
. Evitar usar calçados fechados o máximo possível;
. Optar por calçados mais largos e ventilados e trocá-los todos os dias;
. Evitar meias de tecido sintético, preferindo as de algodão.

Como evitar as micoses.

  Usar somente o seu material de manicure.


Atenção!

As doenças fúngicas não são transmitidas por meio do toque, portanto, o profissional podólogo não precisa preocupar-se com contaminação ao apertar a mão ou os pés da cliente. Mas é importante o uso do EPI (equipamento de proteção individual): luvas, toucas, máscaras, ou óculos de proteção.

No caso das manicures, esse conceito muda um pouco, porque o contato com materiais cortantes, lixas e palitos pode levar fungos de um local a outro. Nesse caso, a esterilização de todo o material é imprescindível, bem como o descarte de lixas e palitos.

Outro cuidado importante é em relação à técnica. Todas as lâminas utilizadas para fazer as unhas afetadas devem ser tratadas para depois serem usadas nas unhas normais, evitando a contaminação cruzada.

Leia outros artigos relacionados ao tema:

A história do cuidado com as unhas

Doenças diagnosticadas por meio das unhas

Identificação de deficiência de vitaminas por meio da análise das unhas

Unhas com manchas brancas e hematomas

Unhas encravadas, muito grandes ou com tumoração óssea

O hábito de roer as unhas, a sua queda ou ausência

Infecção bacteriana, psoríase, tumores e verrugas

Infecção por fungos e bactérias

Tratamento das micoses

Aprimore seus conhecimentos, acessando os cursos da área Salão de Beleza, elaborados pelo CPT – Centro de Produções Técnicas.

Por Andréa Oliveira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!