WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Qual o maior entrave à pecuária de corte? O declínio das pastagens!

Apesar de toda importância para a pecuária nacional, as pastagens têm apresentado rápido e acentuado declínio em sua capacidade produtiva, em decorrência dos processos de degradação

Qual o maior entrave à pecuária de corte? O declínio das pastagens!   Artigos Cursos CPT

 

Em vias gerais e como forma de elucidar a importância das pastagens na alimentação de bovinos, a pecuária brasileira é estabelecida na exploração de 170 milhões de hectares de pastagens distribuídas por estabelecimentos agrícolas dos mais variados tipos de atividades econômicas. Para se ter uma ideia mais clara, quando comparadas às pastagens nativas, cerca de 100 milhões de hectares (58% do total) são ocupados com pastagens cultivadas ou artificiais, a que vem crescendo continuamente ao longo dos anos, tendo em vista maior capacidade de suporte proporcionada (QUADROS, 2005).

“Entretanto, apesar de toda importância para a pecuária nacional, as pastagens têm apresentado rápido e acentuado declínio em sua capacidade produtiva, em decorrência dos processos de degradação que se instalam, limitando ou inviabilizando a atividade criatória”, afirma Gilmar Ferreira Prado, professor do Curso a Distância CPT Alimentação de Bovino de Corte, em Livro+DVD e Curso Online.

Essa situação é responsável por um grande impacto na atividade pecuária, sem contar na relevância econômica do processo de degradação das pastagens, em âmbito nacional. As principais causas de degradação de pastagens são:


- Perda da fertilidade do solo;
- Taxas de lotação acima ou abaixo do exigido no manejo;
- Plantas invasoras;
- Falta de cobertura, compactação do solo e erosão;
- Pragas.

Como estratégias de recuperação, algumas ações deverão ser tomadas, tais como a escolha de espécies adequadas para cada região, clima e tipo de solo; adubação de manutenção; tratamento físico-mecânico do solo, entre outras. Além disso, a eficiência de colheita da forragem, a área foliar residual, o ajuste do número de animais pela oferta de forragem e a utilização de adubos são alguns aspectos que devem ser considerados.

Quer saber mais sobre o assunto? Leia a(s) matéria(s) abaixo:


- Principal é o alimento dos bois? É o volumoso!
- Pressão de pastejo: como calcular corretamente
Especialista: Na seca, quanto mais suplementos mais engorda o gado de corte

Quer saber mais sobre o Curso? Dê Play no vídeo abaixo:


 

Conheça os Cursos a Distância CPT, em Livros+DVDs e Cursos Online, da área Gado de Corte.
Por Silvana Teixeira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!