WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Fale com uma Especialista
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Processamento de peixes: etapas e passo a passo da filetagem da truta

A truta é um peixe de grande valor nutritivo e não pode faltar na alimentação. É encontrado em supermercados e peixarias, principalmente, em forma de filés. Conheça as etapas do processamento

Processamento de peixes - conheça as etapas e o passo a passo para a filetagem da truta

A truta é um peixe de formato alongado, de até 60 cm de comprimento total e 2 kg de peso. A cor do dorso varia do esverdeado ao castanho, possui pintas escuras nas nadadeiras e no corpo, suas laterais são acinzentadas e a parte inferior esbranquiçada.

Pertencente à família do salmão, a truta é um peixe muito exigente e só atinge o tamanho e o vigor necessário em ambientes saudáveis. Água pura, oxigenada, de temperatura entre 13 e 17 graus C, cristalina e corrente, são essenciais para que a Truta tenha bom desenvolvimento comercial. Por isso, ela é considerada como um dos poucos peixes cujo consumo pode ser feito sem o risco de contaminação.

Largamente comercializada, a truta possui elevado valor nutritivo, composto por proteína, cálcio, fósforo, sais minerais e vitaminas, além de ácidos graxos do tipo Ômega-3 e baixo teor de calorias. Trata-se, portanto, de um alimento que não pode faltar à mesa dos brasileiros e pode ser encontrado em supermercados e peixarias em todo o país, principalmente, em forma de filés.

A filetagem de peixes, entre eles a truta, nada mais é que um processo que envolve uma série de operações únicas. O processamento para produção de filés, então, envolve etapas como o pré-tratamento, a filetagem, a remoção de aparas do filé, a embalagem e a estocagem. Na maioria das vezes, com o objetivo de manter a sanidade produto final, essas etapas ocorrem em locais diferentes.

Saiba um pouco mais sobre cada uma delas:


Pré-tratamento
Nesta etapa, a truta é lavada (para que sua carcaça não promova a contaminação do alimento), é eviscerada, tem a cabeça e a cauda removida. Dependendo da técnica utilizada, as nadadeiras passam pelo mesmo processo.

Filetagem
Trata-se da etapa em que o filé da carne da truta é retirada da espinha. Normalmente, faz-se um corte no sentido do dorso para o ventre, começando da cabeça para a cauda.

Remoção de aparas de filé
Após a remoção dos filés, deve-se proceder a remoção da pele (que pode ser acompanhada da remoção das nadadeiras, que por ventura ainda permaneceram no filé). Nesta etapa também são removidas as espinhas. Trata-se de uma etapa determinante para o rendimento final do filé do pescado.

Processo de filetagem passo a passo


1. Pegue o peixe e corte, cuidadosamente, as pequenas nadadeiras com a faca.
2. Coloque-o virado com a abertura abdominal para frente.
3. Segurando a cabeça do peixe com uma mão, faça um corte seguindo a lateral da guelra, até chegar à espinha.
4. Gire a faca, deixando-a deitada sobre a espinha dorsal, com a lâmina apontando para a cauda do peixe.
5. Segurando a parte já cortada, faça um corte firme, seguindo a espinha dorsal, até a cauda do peixe, sempre com a faca deitada. Você vai sentir a faca cortando todas as espinhas do peixe.
6. Perto da cauda, continue cortando, até a faca atravessar a pele. O rabo do peixe não vai sair nesse momento, ficando, na parte maior, grudado à espinha dorsal.
7. Nesse ponto, você pode utilizar uma colher para raspar a espinha do peixe, retirando toda a carne que ficou presa. Essa carne, saborosa e quase moída, pode ser utilizada para bolinhos de peixe ou qualquer outra receita que utilize filé picado ou moído.
8. Separe a metade do peixe que ficou com a cabeça e reserve; esta será trabalhada depois.
9. Com a faca deitada, corte a membrana branca que ficou na parte de baixo do peixe, no sentido cauda-cabeça.
10. Retire completamente a membrana, cortando rente ao peixe, e descarte-a.
11. Retire as espinhas do peixe, utilizando um alicate ou pinça, cuidando para não machucar o filé.
12. Com a faca deitada, separe a pele do filé, começando pela ponta da cauda. Segure com uma mão a pele firmemente e, com um movimento de serra, corte cuidadosamente na direção da guelra do peixe.
13. O lado do filé onde havia a pele é recoberto por uma camada cinza, de gordura. Se você preferir, pode retirá-la e descartá-la. Para o preparo de pratos com peixe cru, é aconselhável retirá-la por causa do gosto acentuado e da aparência acinzentada.
14. Corte pedaços menores na ponta da cauda, pedaços maiores na região central do filé.
15. Os pedaços menores podem ser cortados ao meio e abertos como um livro.
16. Utilize exatamente o mesmo procedimento para cortar a outra metade do peixe. 


Processamento de peixes - conheça as etapas e o passo a passo para a filetagem da truta
Conheça os Cursos CPT da área Indústria da Carne entre eles o Curso Técnicas de Processamento de Peixes. 
Por Silvana Teixeira.
Fontes/sites: Truta.com.br; Wikipédia; comida Tecnológica.
Faça já o Download Grátis
Faça já o Download Grátis Criação de Peixes em Viveiros Escavados

Basta preencher os campos abaixo para receber o material por e-mail:

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!