Processamento de carne de frango: cortes e desossa

O frango é partido e separado em cortes nobres, que são o peito, as coxas e as sobrecoxas, e em partes não-nobres que são os pés, a cabeça, o pescoço, o sobre, as costelas e o costado

Processamento de carne de frango: cortes e desossa   Artigos Cursos CPT

 

Nos últimos anos a comercialização de partes e cortes de frango teve grande aumento no Brasil, motivada principalmente, pelas exportações de cortes especiais, pela criação e pelo desenvolvimento do mercado interno e, finalmente, pelo início da industrialização da carne de frango. Além disso, a comercialização da carne desossada era pouco expressiva, sendo as partes como osso, coxa, sobrecoxa, peito com osso e asa as principais opções (LANA, 2000).

Hoje, as razões que levam a adquirir esse produto são as mais variadas. Entre elas, o pouco tempo disponível para cozinhar e o menor número de membros da família, próprio dos moradores das grandes cidades.

“O frango é partido e separado em cortes nobres, que são o peito, as coxas e as sobrecoxas, e em partes não-nobres que são os pés, a cabeça, o pescoço, o sobre, as costelas e o costado”, afirma Dr. Luiz Fernando Teixeira Albino, professor do Curso Profissionalizante CPT de Processador de Carne de Frango, em Livro+DVD e Curso Online. Geralmente, a desossa manual em linha segue uma sequência de cortes predeterminados para se obter os produtos com boa apresentação, com máximo rendimento.

Com a carcaça em mãos, são feitas as seguintes operações:


- corte da pele na parte interna da coxa,
- deslocamento dos fêmures,
- corte da pele na parte posterior do dorso de forma longitudinal,
- corte transversal também na parte posterior do dorso, da pele na altura das coxas,
- deslocamento das coxas,
- retirada das coxas,
- deslocamento da parte superior do filé de peito, precedida do deslocamento das asas,
- retirada do filé de peito,
- corte das asas,
- corte e deslocamento dos filés internos do peito,
- retirada dos filés internos, e
- corte da cabeça (se presente na carcaça).

Os cortes obtidos são agrupados e embalados, sempre mantidos sob refrigeração. As asas podem ser subdivididas em asinhas e coxinha de asa. Também as coxas podem ser subdivididas em coxas e sobrecoxas. Também pode ser feita a desossa das coxas e também das asas, dependendo do mercado a ser atingido. Nesse processo, os ossos são retirados para se obter o file de coxa.

Aprimore seus conhecimentos sobre o assunto. Leia a(s) matéria(s) abaixo:


- Apanhadores de frangos devem fazer treinamentos?
- Como evitar lesões nas coxas dos frangos durante o abate?

Conheça os Cursos Profissionalizantes a Distância CPT, em Livros+DVDs e Cursos Online.
Por Silvana Teixeira.

Cursos Relacionados

Curso Profissionalizante de Processador de Carne de Peixes Curso Profissionalizante de Processador de Carne de Peixes

Com Prof.ª Ana Dell Isola, Prof.ª Dr.ª Elisabete Viegas, Prof.ª Dr.ª Luciene Corrêa e Prof.ª Dr.ª Maria Luiza Rodrigues

R$ 876,00 à vista ou em até 12x de R$ 73,00 sem juros no cartão

Saiba mais
Curso Profissionalizante de Processador de Carne Suína Curso Profissionalizante de Processador de Carne Suína

Com Prof. Newton de Alencar

R$ 876,00 à vista ou em até 12x de R$ 73,00 sem juros no cartão

Saiba mais
Curso Profissionalizante de Processador de Carne de Frango Curso Profissionalizante de Processador de Carne de Frango

Com Prof.ª Ana Dell Isola e Prof. Dr. Luiz Albino

R$ 946,00 à vista ou em até 12x de R$ 78,83 sem juros no cartão

Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Mais Artigos que abordam as diversas áreas do conhecimento

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade