WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

O que preciso saber para iniciar um sistema hidropônico?

O sistema hidropônico garante mais qualidade às plantas cultivadas e atende a um mercado consumidor que está em expansão

Hidroponia - imagem ilustrativa

O sistema de cultivo conhecido como hidropônico despontou como uma das principais formas de cultivo de plantas devido à não utilização de agrotóxicos e nem do solo para que as plantas consigam se desenvolver corretamente. O resultado desse “novo” sistema é uma planta com muito mais qualidade e pronta para atender às necessidades de um mercado que está em busca de mais saúde.

Clério Hickmann, professor do Curso CPT Hidroponia – O Cultivo sem Solo, esclarece que nos cultivos hidropônicos, as plantas, cultivadas sem contato com o solo, conseguem crescer adequadamente, pois recebem da água enriquecida com nutrientes tudo aquilo que é necessário para o seu crescimento.

Nesse sentido, montar um sistema hidropônico se tornou uma opção viável e vantajosa para muitos produtores. Mas, o que é necessário saber para dar início ao cultivo em um sistema hidropônico? Descubra:

Materiais

Em primeiro lugar, é necessário reunir todos os materiais para a implantação do sistema. De acordo com o sistema utilizado, deve-se adquirir as estruturas de cultivo. Depois, item indispensável e crucial na hidroponia, a água utilizada tem que ser de boa qualidade. Adubos específicos para esse tipo de cultivo e outros equipamentos como peagâmetro, condutivímetro e balança podem ser comprados em locais especializados em produtos para a hidroponia.

Informações

- Conhecimento específico

Antes de dar início à atividade, o produtor tem que buscar conhecimento específico sobre esse tipo de cultivo, como Cursos de capacitação. O cultivo hidropônico é muito diferente do tradicional e não basta apenas “dar o pontapé inicial” para que se obtenha o sucesso almejado com a produção.

- Estudo de mercado

Também, conhecer o mercado para o qual seus itens serão vendidos é medida que se faz imprescindível. O consumo de produtos hidropônicos tem crescido em larga escala em todo o país, o que permite ao produtor até abrir o seu “próprio mercado”, reduzindo custos de entrega e tendo a oportunidade de consolidar o seu negócio.

- Envolvimento

Mais do que disposto a ganhar dinheiro com a hidroponia, quem investe nesse tipo de cultivo também precisa estar envolvido com todas as etapas e processos do cultivo hidropônico para conseguir o êxito esperado nesse ramo.

Terreno

Diferentemente dos cultivos “clássicos”, o cultivo hidropônico não possui limitações em relação ao solo. Basta instalar as estruturas de cultivo no espaço disponível para desenvolvimento da atividade e começar a se dedicar à hidroponia.

Tipos de sistema

Há, por exemplo, os sistemas hidropônicos com substrato – por exemplo, areia média ou grossa ou fibra de coco –, que é recomendado para hortaliças de fruto, ao passo que sistemas sem substrato são indicados para o cultivo de folhosas. Cabe ao produtor definir o melhor tipo de acordo com as plantas que deseja cultivar.

Ciclo produtivo

Outro grande benefício da hidroponia está nos ciclos produtivos, que costumam ser mais rápidos do que os do cultivo convencional. Por exemplo, a alface, que leva de aproximadamente dois meses para ser colhida no cultivo convencional, pode ser colhida em 35 a 40 dias no cultivo hidropônico, dado que ele permite melhor controle ambiental.

Custos e mão de obra

Os custos com a implementação de um sistema hidropônico do zero não são tão elevados, mas também não são baratos. Por conta disso, é vital avaliar todas as possibilidades de investimento e planejar toda a atividade para não se perder nesse ponto. Em relação à mão de obra, ela pode ser “entregue” à agricultura familiar.

 


Conheça os Cursos CPT da Área Hidroponia:

Hidroponia – O Cultivo Sem Solo
Hidroponia – Solução Nutritiva
Hidroponia – Controle de Pragas e Doenças da Alface

Fonte: Canal do Horticultor – canaldohorticultor.com.br
por Renato Rodrigues

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!