WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Importância do planejamento e do escalonamento na piscicultura

Quando se começa a produzir peixe, é preciso planejar um esquema escalonado para que todo mês se consiga a quantidade necessária para ofertar ao mercado

Importância do planejamento e do escalonamento na piscicultura   Artigos CPT

Quando se começa a produzir peixe, é preciso planejar um esquema escalonado para que todo mês se consiga a quantidade necessária para ofertar ao mercado. O planejamento e o escalonamento da produção vão depender de cada propriedade e de qual espécie escolhida, mas veja esse exemplo de planejamento de uma propriedade que cria tilápias numa região caracterizada por um período de inverno pronunciado com baixas temperaturas que atingem níveis que oferecem riscos ao sistema (mortalidade de alevinos e juvenis), atraso no crescimento e impedimentos ao manejo de peixes.

"O piscicultor pode estocar alevinos e juvenis por meio de caixas-berçário alojadas em galpão ou estufa em sistema de recirculação, a fim de prevenir mortes em decorrência de quedas repentinas de temperatura", explica Prof. Dr. Giovanni Resende de Oliveira, do Curso CPT Criação de Peixes - Como Implantar uma Piscicultura. Assim, ele consegue assegurar o suprimento adequado de alevinos e manter o esquema escalonado, com despescas mensais por todo o ano.

As unidades produtivas podem ser as mais diversas – viveiros, tanques-rede, caixas adaptadas etc. Esse tipo de organização em módulos permite ao piscicultor dobrar ou triplicar a produção facilmente, por meio da aquisição de conjuntos de unidades produtivas e ampliação da capacidade de fornecimento de juvenis em estratégia de recria alternada.

A estabilização ocorre por volta do 7o mês, quando toda a estrutura produtiva encontra-se ocupada por peixes, independente do estágio produtivo. O piscicultor também pode prever unidades para estocagem de peixes aptos à comercialização, a fim de evitar “ocupação” desnecessária das unidades produtivas e atrasos na linha de produção.

Aprimore seus conhecimentos sobre o assunto. Leia a(s) matéria(s) a seguir:


- Fase de recria dos principais peixes do Brasil

Quer saber mais sobre o Curso? Dê Play no vídeo abaixo:


 

Conheça os Cursos CPT da área Piscicultura.
Por Silvana Teixeira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!