WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Formigas Cortadeiras - conservação de inimigos naturais

Formigas Cortadeiras - conservação de inimigos naturais

 

Inúmeros animais atacam e destroem as formigas cortadeiras, especialmente as içás. Por outro lado, ainda não existem técnicas para a sua produção em laboratório, em quantidades suficientes, a fim de distribuí-los.

A maioria das aves que vivem em florestas necessita da vegetação do sub-bosque para se alimentar e fazer ninhos, o que deve ser lembrado pelo silvicultor durante a manutenção das novas florestas.

Proibir a caça de animais silvestres permite que eles se multipliquem e exerçam o seu papel no equilíbrio biológico do reflorestamento. A proteção dos animais silvestres deve ser ensinada nas escolas e nas campanhas de educação sobre a necessidade de conservar o ambiente. Atitudes rígidas devem ser tomadas em relação aos casos em que animais estão sendo caçados ou sistematicamente eliminados pelo desmatamento irracional, principalmente nos casos de animais que comem formigas, como tatu, tamanduá e pássaros.

Muitas espécies de aves, aranhas, mamíferos e de outros animais alimentam-se regularmente de formigas em pelo menos uma fase de suas vidas. Pássaros e aves domésticas estão entre os predadores mais eficazes contra tanajuras durante a revoada e os pardais constituem um exemplo notável disso. As aves não acabam com as colônias de formigas cortadeiras, mas contribuem para evitar a formação de outras novas. Há um grupo delas que come as tanajuras durante o vôo nupcial e outro que as ataca já no solo. Os tatus podem ajudar a conter o crescimento de certas colônias pelas frequentes escavações que fazem nas panelas onde devoram as formigas. Existem até certos besouros escaravelhos que já demonstraram grande importância como predadores de tanajuras.

As formigas predadoras estão entre os principais inimigos naturais dos sauveiros no período que vai do aparecimento do primeiro olheiro até a escavação da segunda panela. As formigas lava-pés podem predar ovos, larvas, pupas e operárias de formigas cortadeiras. As conhecidas “formigas-de-correição” constituem outro grupo de formigas inimigas que entram pelos olheiros dos sauveiros e se alojam dentro das panelas, expulsando as saúvas e, provavelmente, destruindo a cultura do fungo.

É interessante ressaltar que diversas espécies de formigas devem desempenhar um papel predominantemente competidor, mas isso não tem sido muito estudado, para ser adicionado ao manejo das cortadeiras.

Confira, abaixo, algumas dicas extreamente necessárias ao controle formaigas cortadeiras. Estas  informações e tecnologias foram devidamente testadas e aprovadas por pesquisas em campo. Portanto, saiba como agir ao se deparar com este problema e tenha sucesso em seu empreendimento.

- Formigas Cortadeiras - espécies, manejo integrado e métodos de combate à praga

- Importância do controle e do combate das saúvas e quenquéns

- Quem são as saúvas e os quenquéns e como vivem

- Manejo integrado de saúvas e quenquéns

- O que são as técnicas preventivas ao ataque de saúvas e quanquéns

- Uso de barreiras físicas

- Uso de plantas poucos apreciadas, resistentes ou tóxicas

- Desmatamento racional e diversificação do plantio

- Técnicas curativas

- Monitoramento e decisão

- Combate direto com formicidas

- Combate químico por formicidas em pó

- Combate químico por iscas granuladas

- Combate químico por termonebulização

- Controle por escavação

Por Silvana Teixeira

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!