WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Torne realidade o sonho de viver do que você ama! 20% OFF nos cursos online + 5% OFF pagando no cartão

Doces de fruta em barra - principais componentes

Para que se obtenha o doce de fruta em barra, é preciso que haja a geleificação da massa. Isso é conseguido pela ação de três componentes

Doces de fruta em barra - principais componentes   Artigos CPT

Para que se obtenha o doce de fruta em barra, é preciso que haja a geleificação da massa. Isso é conseguido pela ação de três componentes, em proporções bem determinadas e na presença de calor. Esses três elementos são a pectina, o ácido da fruta e o açúcar, afirma a professora Maria da Graça Lima Bragança, do Curso Como Produzir Doces em Barra, elaborados pelo CPT – Centro de Produções Técnicas. No preparo caseiro, deve-se seguir rigorosamente as receitas, pois estas são experimentadas, levando-se em consideração o equilíbrio entre os elementos mencionados.

Pectina


Para que ocorra geleificação, as frutas devem conter uma substância conhecida por pectina. A pectina, quando combinada com uma porção adequada de açúcar, na presença de ácidos e sais minerais, precipita-se, formando uma espécie de gelatina.

A pectina é encontrada na polpa das frutas, perto da casca, ao redor das sementes e nos caroços, principalmente em frutas mais verdes que maduras. À medida que as frutas amadurecem, a pectina se transforma em ácido péctico. O ácido péctico é solúvel em água, razão pela qual não tem capacidade de geleificação.

É a pectina que garante o “ponto de corte” pela geleificação. No entanto, é preciso bastante cuidado quanto a esse processo, pois o excesso de pectina resulta em um produto duro e sua deficiência impede que o doce dê um bom “ponto de corte”.

Ácido das frutas


O ácido, também, é indispensável no preparo dos doces de fruta em barra. É preciso que haja ácidos, para que a pectina se precipite, o que dá forma ao doce em barra. O teor de acidez varia com o tipo de fruta e diminui à medida que a fruta amadurece. Quando não existe ácido em quantidade suficiente na fruta, é preciso acrescentá-lo durante o preparo do doce.

No preparo caseiro, utiliza-se o suco de limão, observando-se sempre as quantidades recomendadas nas receitas.

Açúcar



O açúcar também ajuda a dar forma ao doce. Age como conservante, evitando que o produto se deteriore com facilidade. Melhora o sabor e aumenta o seu grau de maciez, além do rendimento.

O açúcar entra no doce em uma proporção mínima de 65%. Entretanto, é necessário cuidado, pois, quando adicionado em grande quantidade, pode ocorrer a cristalização do produto final.

Aprimore seus conhecimentos, acessando os cursos da área Indústria Caseira, elaborados pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, entre eles o Curso Como Produzir Doces em Barra.

Por Andréa Oliveira.

Acesse os links abaixo e confira outros artigos sobre Doces de Fruta em Barra:


O aproveitamento das frutas agrega valor à produção

Fases do processamento

Cristalização, mofo e sinerese

RECEITAS DE DOCES DE FRUTA EM BARRA


Receita de Bananada

Receita de Goiabada Cascão

Receita de Mangada

Receita de Doce de Maracujá

Receita de Marmelada

Receita de Pessegada

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!