WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Dicas de alimentadores para abelhas

Há diferentes tipos de alimentadores que podem ser implantados nos apiários para a alimentação das abelhas

Apicultura

A apicultura é uma prática de grande importância econômica pois o consumo de mel continua aumentando no país. Além disso, também há exportação do produto, o que tornam as possibilidades de crescimento dos produtores ainda maiores.

De acordo com Paulo Sérgio Cavalcanti Costa, professor do Curso a Distância CPT Planejamento e Implantação de Apiário, para garantir seu lugar no mercado de criação de abelhas e ter sucesso nessa prática, é importante que o apicultor tenha boa estrutura e aplique as melhores técnicas de manejo.

Para que um apiário seja rentável, alguns fatores devem ser observados, como planejamento, implantação e manejo. Um dos pontos que merecem mais atenção é a alimentação das abelhas. Apresentamos alguns tipos de alimentadores que podem ser utilizados nos apiários:

Alimentadores coletivos

Os alimentadores coletivos são considerados práticos e de fácil manejo, não sendo necessária muita mão de obra. Eles são cochos grandes e rasos e podem possuir telas ou flutuantes, para que não haja risco de afogamento das abelhas. Como são grandes, todas as abelhas podem se alimentar coletivamente.

Alimentadores unitários ou individuais

Esses alimentadores servem para alimentar apenas uma colmeia. Eles podem ser colocados dentro da colmeia e servem para administrar alimentos líquidos, sólidos ou pastosos. As vantagens dos alimentadores unitários são: alimentar as colmeias mais necessitadas, controlar a quantidade de alimento para cada colmeia, substituir o alimento diariamente, acrescentar medicamentos quando necessário e evitar desperdício.

Alimentador Alexander

O alimentador Alexander é composto por um caixote ou cocho retangular com divisões horizontais, que podem ser ripas de madeira ou flutuantes. O depósito para o alimento fica em uma das cabeceiras. Geralmente é colocado do lado de fora, por baixo do ninho e atrás da colmeia, para que as abelhas tenham acesso a ele por dentro do ninho, enquanto o abastecimento acontece por fora da colmeia.

Alimentador Boardman

É considerado um dos alimentadores mais práticos. É formado por um frasco de vidro ou de plástico com extremidade larga e a tampa cheia de furos. Há uma base de madeira onde se encaixa o frasco de cabeça para baixo. Na base, há também o encaixe para a colmeia. Não há a necessidade de abrir a colmeia para repor o alimento.

Alimentador Doolitle

Outro alimentador relativamente simples, é composto por uma caixa de madeira aberta em cima e com capacidade para 1,5 litros de xarope. É usado no lugar de um quadro que deve ser retirado do ninho. Para evitar que as abelhas caiam dentro do alimentador, é importante colocar uma tela ou outro material flutuante. Sua vantagem é ser interno, então não há perda de alimento, mas dificulta o acesso para reabastecimento.

Alimentador simples

Esse alimentador também é prático. Utiliza-se um vidro ou uma latinha de meio litro que são cheios de xarope e tampados com um pano. Então, é só colocar o alimentador sobre os quadros do ninho e depois tampar.

 


Conheça os Cursos CPT da Área Apicultura:

Curso Planejamento e Implantação de Apiário

Curso Manejo do Apiário - Mais Mel com Qualidade

Curso Produção e Processamento de Própolis e Cera


Fonte: Rural News – ruralnews.com.br

por Renato Rodrigues

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!