WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Fale com uma Especialista
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Carbonatação da cerveja maturada em balde plástico: como fazer

Existem duas formas de realizar a carbonatação da cerveja maturada em balde plástico: o prime e a carbonatação forçada

Carbonatação da cerveja maturada em balde plástico: como fazer   Artigos Cursos CPT

 

A cerveja que acabou a maturação está sem o teor de CO2 dissolvido necessário e está choca. Por isso, é obrigatório, quando se utiliza o processo de fermentação/maturação no balde plástico, realizar a carbonatação da cerveja. "Existem duas formas de realizar a carbonatação: o prime e a carbonatação forçada", afirma Dr. Alexandre Fontes Pereira, professor do Curso a Distância CPT Homebrew - A Arte de Fazer Cerveja em Casa, em Livro+DVD e Curso Online.

Carbonatação forçada


A carbonatação forçada é um método rápido e eficiente que consiste, basicamente, em injetar gás carbônico na cerveja envasada, usando um cilindro de CO2 industrial e um conjunto de mangueiras e alguns conectores especiais. Esse método permite maior controle sobre a quantidade de gás carbônico adicionada à cerveja do que método do prime. Além disso, quando se usa esse método, a cerveja fica pronta para consumo, não sendo necessário esperar o tempo de fermentação do prime. No entanto, é um método que requer maior experiência e investimento e, por isso, é mais utilizado por homebrewers experientes, exigentes e que produzem maior volume.

Prime


O prime é o método de carbonatação mais utilizado pelos homebrewers por ser simples e barato, além de garantir menores taxas de contaminação da cerveja, aumentando o prazo de validade de sua cerveja. Para realizar o prime, durante o envase, é adicionada certa quantidade de açúcar, que pode ser na forma de solução ou em pó. Esse novo açúcar adicionado vai reativar as leveduras que ainda permanecem na cerveja, fazendo com que elas aumentem a sua atividade rapidamente, ao encontrar novo alimento. Com essa ativação, as leveduras irão produzir CO2 e, como o vasilhame está hermeticamente fechado (com a tampa), o CO2 não é perdido, ficando dissolvido na cerveja.

Essa carbonatação confere diversos aspectos fundamentais à cerveja e à sua espuma. A nova atividade do fermento também é importante para impedir ou dificultar a proliferação de outros microrganismos que possam contaminar a cerveja. Esse processo ocorre por meio de competição, que outros microrganismos, porventura existentes, desenvolvam-se e alterem as características da cerveja.

Quer saber mais sobre o Curso CPT? Dê play no vídeo abaixo:


 

Aprimore seus conhecimentos sobre o assunto. Leia as matérias abaixo:


- Por que celíacos não podem tomar qualquer cerveja?
- Mostura, brassagem ou maceração: você sabe o que é?
- Como os homebrewers cozinham o mostro para fazer cerveja?
- Moagem de grãos de malte para a fabricação de cerveja artesanal
- Existem panelas elétricas para fabricar cerveja?
Leveduras para a fabricação de cerveja
Por que as cervejas tipo Lager são de baixa fermentação?

Conheça os Cursos a Distância CPT, em Livros+DVDs e Cursos Online, da área Treinamento Profissional.
Por Silvana Teixeira.

Faça já o Download Grátis
Faça já o Download Grátis Infográfio - Como fazer Cerveja Artesanal

Basta preencher os campos abaixo para receber o material por e-mail:

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!