WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

A compostagem orgânica integra recursos, reduz custos e melhora o rendimento produtivo

A compostagem orgânica é uma prática benéfica ao solo, de custo reduzido e fundamental para a busca da sustentabilidade agrícola de nossos sistemas produtivos


O composto orgânico é um produto obtido da compostagem de resíduos vegetais e animais, pelo processo de decomposição aeróbica, que promove a degradação dos resíduos orgânicos em húmus, quando empregadas as técnicas de manejo, adequadamente, gerando um insumo de elevada qualidade. A decomposição aeróbica, por sua vez, nada mais é que um processo de inumação. Na inumação a presença de oxigênio é permitida, o que acelera a decomposição orgânica e dá uma maior rotatividade dos espaços de inumação. A utilização de composto orgânico nas adubações produz múltiplos efeitos sobre o solo e as plantas cultivadas, por meio do aumento da permeabilidade do solo, da agregação das partículas minerais, do fornecimento de macro e micronutrientes, da correção da acidez, do incremento na população de microrganismos e da elevação da eficiência na absorção de nutrientes.

A grande maioria de produtores agrícolas do Brasil trabalha em áreas com alto grau de diversificação, muitos deles com criações de animais associadas ao processo de produção. Isso justifica certa facilidade de se estabelecer formas de produção baseadas na integração dos recursos internos da propriedade, visando a redução de custos e melhorias no rendimento de todo o sistema produtivo.

A técnica de compostagem orgânica é uma prática que tem sido utilizada há muitos anos em todo o mundo, servindo de um importante auxiliar nos processos produtivos agrícolas. Atualmente, em função da severa degradação dos nossos solos, pelas práticas agroquímicas, mesmo em sistemas convencionais de produção, o uso da matéria orgânica já é uma realidade estabelecida, com base, principalmente, no uso do esterco animal puro e curtido.

Conhecer os efeitos benéficos que a matéria orgânica provoca nas estruturas química, física e biológica dos nossos solos tropicais define essa prática como fundamental para a busca da sustentabilidade agrícola de nossos sistemas produtivos.

O conhecimento das propriedades físicas e químicas das substâncias húmicas, assim como dos benefícios da atividade microbiana dos solos, indica a necessidade de um melhor aproveitamento dos resíduos rurais (esterco, cama de aviários, restos de cultura, folhagens etc), permitindo a manutenção e o incremento da produtividade do mesmo. Além disso, existe ainda a possibilidade de aproveitamento de resíduos industriais e de centros urbanos.

Aprimore seus conhecimentos, acessando os Cursos CPT, da área Agricultura Orgânica, elaborados pelo Centro de Produções Técnicas.

Saiba mais sobre compostagem orgânica acessando o artigo abaixo:

Compostagem orgânica - preparo e qualidade do composto orgânico

Compostagem orgânica - passo a passo para a montagem da pilha e irrigações

Compostagem orgânica - reviramentos e temperatura ideal da pilha

Por Silvana Teixeira

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Hestel Tellus

9 de mar de 2014

Por favor, visite nosso blog: fazenda-compostagem.blogspot.pt/. E saiba mais sobre o compostagem de gramíneas... :)

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!