Pesquisa apresenta borra de café como matéria-prima para biodiesel

Como resultado, o estudo aponta que o combustível obtido do óleo essencial do grão pode ser utilizado para abastecer tratores e máquinas agrícolas

A partir de um quilo de café, é possível extrair 100 mililitros de óleo, o que geraria cerca de 12 mililitros de biodiesel.

O óleo essencial extraído da borra do café é mais uma matéria-prima viável para a produção de biodiesel. O estudo  foi realizado pelo Programa de Interunidade de Pós-graduação em Energia da USP - Universidade de São Paulo. Os resultados da pesquisa recomendam a produção em pequenas comunidades, com o objetivo de abastecimento de tratores e máquinas agrícolas.

O trabalho foi apresentado como dissertação de mestrado de Denise Moreira dos Santos. Segundo ela, a produção do biodiesel em escala industrial dependeria de um trabalho de conscientização da população para que a borra do café não fosse desperdiçada. A partir de um quilo de café, é possível extrair 100 mililitros de óleo, o que geraria cerca de 12 mililitros de biodiesel.

“No Brasil, são consumidas aproximadamente 18 milhões de sacas de 60 quilos de café, num total de 1,08 milhão de toneladas, o que irá gerar uma quantidade considerável de resíduo”, indica Denise. A professora afirma que o óleo essencial, responsável pelo aroma do café, já é utilizado, mas sua extração diretamente de grãos de alta qualidade é muito cara. Ela lembra que a borra é usada como fertilizante em algumas fazendas de café, mas seu uso frequente é inadequado, porque o resíduo contem óleos essenciais que podem contaminar o solo.

O processo de obtenção do biodiesel é o mesmo adotado em outras matérias-prima. O professor da UNB - Universidade de Brasília, Dr. Paulo Suarez, explica no curso Produção de Biodiesel na Fazenda, desenvolvido pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, que essa transformação química envolve a reação do óleo vegetal com um álcool na presença de um catalisador.

“O processo mais utilizado é a transesterificação, que é a separação da glicerina do óleo vegetal. Durante o processo, em que ocorre a transformação do óleo em biodiesel, a glicerina, que compõe cerca de 10% da molécula, é removida, reduzindo a viscosidade, e substituída pelo álcool, normalmente o etanol ou metanol”, diz o professor.

A elaboração do combustível a partir do resíduo foi testada em escala laboratorial, com o objetivo de apresentar a possibilidade de aproveitar um resíduo descartado no meio-ambiente para a produção de energia.

Por: Ariádine Morgan

Cursos Relacionados

Curso Como Produzir Café Conilon Curso Como Produzir Café Conilon

Com Prof. Aureliano Nogueira, Prof. Aymbiré Almeida, Prof. José Antônio e outros

R$ 258,00 à vista ou em até 10x de R$ 25,80 sem juros no cartão + frete

Saiba mais
Curso Receitas com Café para Cafeterias, Lanchonetes, Restaurantes e Hotéis Curso Receitas com Café para Cafeterias, Lanchonetes, Restaurantes e Hotéis

Com Prof.ª Goretti Starling

R$ 278,00 à vista ou em até 10x de R$ 27,80 sem juros no cartão + frete

Saiba mais
Curso Produção de Biodiesel na Fazenda Curso Produção de Biodiesel na Fazenda

Com Prof. Paulo Anselmo

R$ 298,00 à vista ou em até 10x de R$ 29,80 sem juros no cartão + frete

Saiba mais
Curso Cultivo de Pinhão-Manso para Produção de Biodiesel Curso Cultivo de Pinhão-Manso para Produção de Biodiesel

Com Prof. Nagashi Tominaga

R$ 298,00 à vista ou em até 10x de R$ 29,80 sem juros no cartão + frete

Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Mais Notícias sobre diversas áreas do conhecimento

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade