Tensiômetro: o que é e para que serve e como operá-lo

Uma boa maneira de fazer o manejo correto da irrigação é com o uso de tensiômetros, fornecendo às culturas apenas a quantidade necessária de água para cada ocasião

Tensiômetro: o que é e para que serve e como operá-lo   Dicas Cursos CPT

 

A irrigação é uma técnica que traz muitos benefícios ao meio rural. Entretanto, ela deve ser encarada como um processo de suprimento de água para as culturas, na quantidade e na hora correta, evitando, assim, desperdícios de água e gastos desnecessários. É através do manejo bem conduzido da irrigação que o produtor fará economia de água e de energia, fornecendo às culturas apenas a quantidade de água necessária em cada ocasião, e não operando sempre o seu sistema na máxima capacidade. Segundo Dr. Márcio Mota Ramos, professor do Curso a Distância CPT Irrigação em Pequenas e Médias Propriedades, em Livro+DVD e Curso Online, "Uma boa maneira de fazer o manejo correto da irrigação é com o uso de tensiômetros".

Do que é constituído o tensiômetro


O tensiômetro é constituído por um tubo de PVC ou acrílico, uma cápsula de porcelana porosa, um tampão e um vacuômetro. A cápsula de porcelana fica localizada na extremidade inferior do tubo e o tampão e o vacuômetro na parte superior. O vacuômetro pode ser metálico ou de coluna de mercúrio. No manejo de irrigação, o mais usual é a utilização do tensiômetro com manômetro metálico. Estes instrumentos são instalados dois a dois, um atingindo o limite da profundidade efetiva das raízes, denominado tensiômetro de controle, e o outro, na metade dessa profundidade, denominado tensiômetro de decisão.

- Curva de retenção de água

No manejo da irrigação é necessário ter a curva de retenção de água no solo. A curva de retenção relaciona a umidade com a tensão que a água se encontra retida no solo. Para obtenção dessa curva, deve-se coletar amostras de solo representativas da profundidade efetiva das raízes e encaminhá-las a um laboratório especializado.

Finalidade do tensiômetro


O tensiômetro indica a tensão, em tempo real, que a água se encontra retida no solo. Desta forma, bastará você fazer a leitura no tensiômetro para determinar a umidade do solo, por meio da curva de retenção. Desta forma, fica fácil você monitorar a umidade e realizar as irrigações no momento e na quantidade certos.

- Tensiômetro de decisão e tensiômetro de controle

Para determinar o momento de iniciar as irrigações, utiliza-se o tensiômetro de decisão, instalado na metade da profundidade efetiva e, para verificar se toda a profundidade efetiva das raízes está sendo adequadamente umedecida, utiliza-se o tensiômetro de controle, instalado no limite da profundidade efetiva.

A seguir, estão descritos alguns cuidados a serem tomados na instalação e no uso de tensiômetros:


1) Encher o tubo do tensiômetro com água;
2) Colocar o tensiômetro dentro de um recipiente com a cápsula de porcelana imersa em água por um período de 24 horas;
3) Fazer a escorva do tensiômetro com o uso de uma bomba de vácuo;
4) Levar o tensiômetro para o campo, mantendo a cápsula imersa em água;
5) O tensiômetro deve ser instalado dentro da área cultivada, em local representativo e de fácil acesso;
6) Em cada local, deve-se instalar dois tensiômetros, um com a cápsula na metade e o outro no limite da profundidade efetiva das raízes. Estes tensiômetros podem ser instalados entre as fileiras de plantio ou próximos às plantas, dependendo do porte e do espaçamento entre elas;
7) Na abertura do orifício para a introdução do tensiômetro no solo, deve-se usar um trado de mesmo diâmetro do tubo do tensiômetro;
8) Feito o orifício, deve-se jogar um pouco de terra fina e, posteriormente, um pouco de água para favorecer a aderência entre o solo e a cápsula de porcelana;
9) Introduzir o tensiômetro no orifício, tomando-se o cuidado de completar com terra o espaço entre o tubo do tensiômetro e o solo;
10) Instalado o tensiômetro, as leituras de tensão deverão ser feitas antes do início das irrigações, tomando-se o cuidado de verificar se não ocorreu perda de escorva.

Conheça todos os Cursos a Distância CPT, em Livros+DVDs e Cursos Online, da área Irrigação.
Por Silvana Teixeira.

 

Cursos Relacionados

Curso Irrigação em Pequenas e Médias Propriedades Curso Irrigação em Pequenas e Médias Propriedades

Com Prof. Dr. Márcio Mota e Prof. Dr. Rubens de Oliveira

R$ 338,00 à vista ou em até 10x de R$ 33,80 sem juros no cartão + frete

Saiba mais
Curso Manejo de Irrigação - Quando e Quanto Irrigar Curso Manejo de Irrigação - Quando e Quanto Irrigar

Com Prof. Dr. Márcio Mota e Prof. Dr. Rubens de Oliveira

R$ 335,00 à vista ou em até 10x de R$ 33,50 sem juros no cartão + frete

Saiba mais
Curso Aplicação de Fertilizantes e Defensivos Via Irrigação Curso Aplicação de Fertilizantes e Defensivos Via Irrigação

Com Prof. Dr. Márcio Mota, Prof. Dr. Rogério Vieira e Prof. Dr. Rubens de Oliveira

R$ 335,00 à vista ou em até 10x de R$ 33,50 sem juros no cartão + frete

Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Mais Dicas Cursos CPT

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade