Regras do novo acordo ortográfico agora são obrigatórias

Após sete anos de adaptação nas escolas, universidades e editoras, tornou-se obrigatório o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa em 1º de janeiro de 2016

Novo acordo ortográfico


Desde 2009, com a implementação do novo acordo ortográfico no Brasil, algumas palavras sofreram alterações, como supressão do trema (lingüiça/linguiça), retirada do acento circunflexo (vôo/voo) ou retração do hífen (auto-estima/autoestima). Após sete anos de adaptação nas escolas, universidades e editoras, tornou-se obrigatório o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa em 1º de janeiro de 2016.

A vigência estava programada para 2013, mas foi adiada pelo governo brasileiro para alinhamento com outros países falantes da língua portuguesa, como Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Macau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe, Timor Leste e tantos outros espalhados pelo mundo.

Firmado em 1990 entre os Estados-Membros da Comunidade de Países de Língua Portuguesa – CPLP, para padronização da ortografia, o acordo foi aprovado pelo Brasil em 2008. No ano seguinte, passou à pratica em muitas instituições de ensino como forma de adaptação.

Os objetivos da CPLP em firmar o acordo são:

->Estreitar os laços culturais e científicos entre os países lusófonos;
->Criar um meio de divulgar o idioma e a literatura em língua portuguesa;
->Publicar livros e dicionários sem diferenças de vocabulários entre os países lusófonos.

Conforme dados do Ministério da Educação, com a vigência do novo acordo ortográfico, 1,3% das palavras da língua portuguesa foram alteradas em Portugal e 0,8% dos vocábulos sofreram mudanças no Brasil.

Mas quais foram as principais mudanças?

1. Ampliação do alfabeto oficial para 26 letras (acréscimo de k, w e y).

2. Retirada do trema ( ¨ ) da vogal “u” (tranquilo e equino).

3. Eliminação dos acentos diferenciais (pára - verbo parar/para – preposição). Mas alguns foram mantidos, como pôr (verbo) e por (preposição).

4. Supressão do acento agudo ( ´ ) em ditongos orais abertos “ei” e “oi” (joia e geleia).

5. Retração do hífen em alguns vocábulos (ultrarrápido e autoavaliação), entre outras mudanças.

Caso tenha dúvidas, consulte o Volp - Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa, no site da ABL - Academia Brasileira de Letras. No Google play, você também pode baixar apps para Android e Apple.

Use a língua portuguesa de forma correta! Valorize o seu idioma!

Por Andréa Oliveira.

Fontes: Agência Brasil e Educação UOL.

Cursos Relacionados

Curso Português para Concursos Curso Português para Concursos

Com Prof. Helinho

R$ 338,00 à vista ou em até 10x de R$ 33,80 sem juros no cartão + frete

Saiba mais
Curso Como Passar em Vestibular e Concurso Curso Como Passar em Vestibular e Concurso

Com Prof.ª Gamali Rodrigues

R$ 338,00 à vista ou em até 10x de R$ 33,80 sem juros no cartão + frete

Saiba mais
Curso Redação para Vestibular e Concurso Curso Redação para Vestibular e Concurso

Com Prof.ª Gamali Rodrigues

R$ 338,00 à vista ou em até 10x de R$ 33,80 sem juros no cartão + frete

Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Outros artigos relacionados à área Vestibular e Concurso

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade