Atendimento Online

    / / / Horta caseira garante sabor, saúde e qualidade
    Artigos que abordam as diversas áreas do conhecimento

    Horta caseira garante sabor, saúde e qualidade

    Uma boa horta pode ser instalada em áreas ociosas ou mesmo em recipientes diversos

    Gostou? Envie a um amigo
    Tamanho da letra Diminuir Aumentar

    Importante para manter a saúde, disponibilizando nutrientes para promover o crescimento, fornecer energia para o trabalho, regular e manter o bom funcionamento dos órgãos, e aumentar a resistência contra as doenças, as hortaliças não podem faltar na mesa do dia a dia.

    A couve é uma hortaliça preferencialmente propagada por meio de estacas da própria planta.

    A couve é uma hortaliça preferencialmente propagada por meio de estacas da própria planta.

    Existe uma variedade muito grande de hortaliças e as diferenças se referem ao tipo de planta, à maneira de produzi-las, à época de plantio e colheita, e até ao modo de prepará-las. De algumas espécies se consomem as folhas; de outras, os frutos, as raízes, os tubérculos, as rizomas, as hastes, os talos e as flores.

    Ter uma horta caseira é uma ótima atividade. Além da satisfação de consumir vegetais produzidos pelas próprias mãos, há a segurança de sua procedência. Isso sem falar que promove um maior contado com a natureza, diminui gastos e há até a possibilidade de comercialização do excedente.

    Uma boa horta pode ser instalada em áreas ociosas de casas, chácaras, sítio, lotes, ou mesmo em recipientes diversos como caixas, bandejas, sacos plásticos, dentro de apartamentos nas grandes cidades, podendo ter diferentes tipos e tamanhos, em virtude da disponibilidade de espaço e recursos disponíveis.

    Formas de propagação

    As hortaliças podem ser propagadas por sementes ou vegetativamente. A maioria das espécies presta-se melhor a uma ou outra maneira, sendo que apenas poucas delas propagam-se satisfatoriamente das duas formas.

    Dentre as espécies que se propagam de forma vegetativa, ou seja, por mudas formadas por estruturas produzidas pela própria planta, como estolhos, ramas, rebentos, bulbilhos, divisão de touceiras e estacas, estão o morango, batata doce, mandioquinha, alho, cebolinha,couve-manteiga, dentre outras. Há também as plantas que se propagam por fruto brotado, como o chuchu.

    A maioria das olerícolas são produzidas por sementes. Por isso, são disseminadas por meio de semeadura, que pode ser feita no local definitivo, no caso do almeirão, e da salsa; em sementeira, como a alface e a cebola; ou em algum recipiente, como copos de jornal, sacos plásticos ou bandejas.

    A raleação ou desbaste é um trato cultural que necessita ser feito para tirar o excesso de plantas nascidas.

    A raleação ou desbaste é um trato cultural que necessita ser feito para tirar o excesso de plantas nascidas.

    Desbaste

    A raleação ou desbaste é um trato cultural que necessita ser feito para tirar o excesso de plantas nascidas, quando se faz o semeio direto, que geralmente é feito em alta densidade, para evitar problemas de germinação. É uma tarefa a ser feita nos plantios em sulcos. O desbaste permite às plantas crescerem sem concorrência. Para cada espécie, há um momento mais conveniente para tanto.

    As plantas retiradas do desbaste de algumas espécies, como a beterraba, a rúcula e o almeirão, podem ser aproveitadas para o plantio em outros canteiros. Outras hortaliças, como o rabanete, a cenoura e o nabo não devem ser aproveitadas, porque as raízes ficarão defeituosas quando crescidas. O desbaste pode ser realizado também em frutos, como, por exemplo, no tomateiro, podendo-se deixar de quatro a cinco frutos por penca, o que melhorará a qualidade e uniformizará o seu tamanho.

    Pragas e doenças

    As pragas e doenças ocorrem durante o cultivo de qualquer espécie vegetal e, portanto, as hortaliças não são exceção.

    As pragas e doenças ocorrem durante o cultivo de qualquer espécie vegetal e, portanto, as hortaliças não são exceção.

    As pragas e doenças ocorrem durante o cultivo de qualquer espécie vegetal e, portanto, as hortaliças não são exceção. Essas, normalmente, são espécies bem adubadas, geralmente herbáceas e de porte rasteiro, cultivadas praticamente durante o ano todo; por isso constituem um alvo fácil e constante para o ataque de insetos, praga e dos agentes causadores de doenças.

    As pragas são insetos que parasitam as plantas, causando-lhes algum tipo de prejuízo. Existem aqueles que causam danos diretos, como as lagartas e besouros que podem atacar folhas, frutos, raízes e tubérculos, e outros que são vetores de doenças, como tripes e pulgões, que podem transmitir viroses.

    Muitos dos sintomas causados por eles podem ser confundidos com falta de adubos às plantas, falta ou excesso de água, excesso de calor ou frio, clima desfavorável à espécie, entre outros. Portanto, antes de fazer um controle é preciso diagnosticar o problema com precisão. Dadas as características da horta caseira, tais como a grande variedade de espécies olerícolas, o controle de pragas e doenças deve ser feita de maneira a evitar a utilização de defensivos agrícolas, sendo que podem ser usadas medidas preventivas e medidas curativas.

    Algumas das medidas preventivas são: catação manual de insetos, arranquio de plantas doentes e aplicação de caldas.

    Medidas preventivas

    A prevenção refere-se a práticas como a utilização de cultivares resistentes, plantio na época correta, utilização de mudas sadias, rotação de culturas, adubação equilibrada das plantas, preservação dos inimigos naturais das pragas, entre outras.

    As medidas curativas são mais restritas e visam atacar determinado problema que já esteja ocorrendo. Exemplos dessas metodologias são a catação manual de insetos, o arranquio de plantas doentes, a aplicação de caldas e produtos naturais e, até mesmo, a aplicação de produtos químicos.

    O ponto correto de colheita é de extrema importância para o consumo de hortaliças com as melhores características.

    Ponto de colheita

    O ponto correto de colheita é de extrema importância para o consumo das hortaliças com suas melhores características de sabor, aparência e qualidade. Ele é obtido de acordo com a idade da planta, desenvolvimento das folhas, hastes, frutos, raízes ou de outras partes que serão consumidas. De modo geral, as hortaliças de folha e de hastes são colhidas quando tenras; as de flores, quando os botões estão fechados; as de frutos imaturos quando as sementes não estão completamente formadas; as de fruto maduro, quando atingirem o ponto de maturação e as raízes; e os bulbos, quando estão completamente desenvolvidas.

     

     

    Por: Patrícia Tristão.

     

    http://www.cpt.com.br/imagens/materias/cursos-cpt-horta-caseira.jpg


    AVISO LEGAL

    Este conteúdo pode ser publicado livremente, no todo ou em parte, em qualquer mídia, eletrônica ou impressa, desde que contenha um link remetendo para o site www.cpt.com.br.

    Deixe seu comentário

    Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

    O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

    Comentários

    Jose Marques da Silva Filho
    11-05-2012

    Gostaria que vocês me enviasem um folheto (pode ser por meio eletrônico) sobre a broca da fruta de conde (pinha).

    Resposta do Portal Cursos CPT
    04-07-2012

    Boa tarde Sr. José Marques.

    A fruta do conde também é conhecida como pinha, anona, araticum e cabeça-de-negro. Para seu plantio são necessários: utilização de sistemas de irrigação, adubação, podas, polinização artificial, raleio de frutos, etc. A árvore chega a medir 6 metros de altura, requer clima quente, solo muito orgânico, pouca água. Sua propagação é por sementes.

    A broca da fruta do conde é uma doença causada por uma mariposa (Cerconota anonella). Esta quando adulta mede aproximadamente 25 mm de envergadura, possuindo coloração branco-acinzentada, com reflexos prateados.

    Fizemos uma pesquisa a respeito do problema e encontramos uma fórmula efetiva de controle das brocas, sem uso de produto tóxico. Siga os seguintes passos:

    1)Pegue uma sacola de plástico transparente, de tamanho apropriado e faça um furo no fundo.

    2)Coloque a sacola pelo fundo, vestindo o fruto. O ideal é que o fruto seja ainda menor que uma bola de pingue-pongue.

     

    3)Amarre a sacola junto ao galho onde o fruto está inserido.

    Esse ensacamento de frutos protege contra a incidência de insetos nocivos. Você deve também podar as árvores pois a realização de poda facilita a insolação e a aeração interna da copa, dificultando o ambiente para a proliferação de patógenos – bactérias, fungos ou vírus – e pragas. Porém, somente com a visita de um técnico agrícola ao local é possível esclarecer as causas das brocas e sugerir o procedimento mais adequado para obter uma solução.

    Além do Curso Horta Caseira – Implantação e Cultivo elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, lhe sugerimos também o Curso Cultivo Orgânico de Hortaliças - Sistema de Produção e Curso Como Tornar sua Fazenda Orgânica. Leia também nossos artigos: Pragas e doenças na agricultura orgânica, Eliminação ecológica de pragas, Horta caseira pode ser implantada em pequenos espaços ou mesmo em recipientes e Faça sua horta caseira e ganhe qualidade de vida.

    Esperamos ter lhe ajudado. Em caso de mais dúvidas entre em contato conosco.

    Atenciosamente,

    Natália Mayrink De Lazzari

     

    Cursos Relacionados

    Curso Como Tornar sua Fazenda Orgânica

    Curso Como Tornar sua Fazenda Orgânica

    R$ 258,00 à vista ou em até 10x de R$ 25,80
    sem juros no cartão + frete.

    Cód. 5412

    Saiba Mais

    Curso Cultivo de Tomate em Estufa

    Curso Cultivo de Tomate em Estufa

    R$ 218,00 à vista ou em até 10x de R$ 21,80
    sem juros no cartão + frete.

    Cód. 5116

    Saiba Mais

    Curso Cultivo Orgânico de Hortaliças - Sistema de Produção

    Curso Cultivo Orgânico de Hortaliças - Sistema de Produção

    R$ 258,00 à vista ou em até 10x de R$ 25,80
    sem juros no cartão + frete.

    Cód. 5215

    Saiba Mais

    Curso Horta Caseira - Implantação e Cultivo

    Curso Horta Caseira - Implantação e Cultivo

    R$ 258,00 à vista ou em até 10x de R$ 25,80
    sem juros no cartão + frete.

    Cód. 5283

    Saiba Mais




    Outros artigos relacionados à área Horticultura






    O CPT liga para você!





    Exemplo: 31 38997000