Como cultivar melão - preparo do solo, plantio, desbaste, irrigação, colheita e classificação

Alguns fatores importantes podem interferir na qualidade do melão produzido, como o desbaste do meloeiro, o preparo do solo, o espaçamento, a adubação e os tratos culturais

Como cultivar melão - preparo do solo, plantio, desbaste, irrigação, colheita e classificação

 

O melão (Cucumis melo L.) é um fruto suculento originário do Oriente Médio. Sua cor e textura da casca, bem o seu sabor, variam de acordo com a cultivar. No entanto, não é só isso, alguns fatores importantes podem interferir na qualidade do melão produzido, como o desbaste do meloeiro, o preparo do solo, o espaçamento, a adubação e os tratos culturais. Estes fatores estão associados ao produto final, bem como a determinação do ponto e do método de colheita. Seguindo os procedimentos de cultivo adequados, a cultura do melão aumentará a produtividade e dará origem a frutos saborosos e firmes, gerando lucro ao fruticultor.

Preparo do solo

“O preparo do solo pode ser feito com tratores ou com tração animal. É feita uma aração na profundidade de 30 cm e uma gradeação no sentido contrário ao da aração”, afirmam os especialistas da FRUPEX, e professores do Curso Produção de Melão, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas.

Não é preciso se preocupar com o desterroamento, se o plantio for efetuado em covas, pois a cultura precisa, durante o seu crescimento, de meios para proteger a sua ramificação contra o vento e, caso não tenha cobertura morta vegetal, os torrões funcionam como protetores da planta.

Plantio

O espaçamento indicado para o cultivo do melão é de 2,0 x 0,5 m, deixando uma planta por cova, somando uma população de 10.000 e usando de 1,0 a 1,5 kg de sementes para o plantio de um hectare. No plantio, é usado o método de semeadura direta na cova, a qual é feita ao lado do sulco de irrigação e a favor do vento.

Desbaste

A finalidade do desbaste é selecionar as plantas mais bonitas (vigorosas), descartando plantas muito pequenas (raquíticas), e deixar só uma planta por cova. É importante fazê-lo quando a planta de melão estiver com quatro folhas definitivas.

Já a condução dos ramos do meloeiro consiste em retirar os ramos dos sulcos de irrigação, facilitando assim as capinas, pulverizações, adubação de cobertura e colheita, além de evitar o contato dos frutos diretamente com água. Isso deve ser feito até os 30 dias do plantio.

Irrigação

O melão não tolera umidade elevada nem que a água molhe suas hastes e folhas, especialmente no período da floração.

No período que vai da semeadura à emergência, as irrigações devem ser diárias, mas com baixa intensidade. Já da emergência ao início da frutificação, pode-se reduzir a frequência, mas a intensidade deve ser maior. Durante a fase de frutificação, reduz-se gradativamente a quantidade de água. Na colheita, deve-se irrigar só o suficiente para que a planta não murche.

Quanto aos sistemas de irrigação, os mais indicados são por sulco e gotejamento, pois promovem melhor controle da quantidade de água, na região do colo da planta, além de evitar a formação de microclimas úmidos, que favorece o desenvolvimento de doenças fúngicas e bacterianas, especialmente a podridão gomosa do caule ou o cancro das hastes.

Ponto de colheita do melão

No ponto de colheita, os melões deverão estar amarelos e uniformes, jamais esverdeados ou excessivamente amarelos.

Colheita

Geralmente, a colheita se inicia com 70 a 80 dias após o plantio, quando o teor de açúcar está maior que 9° Brix. Os frutos estarão amarelos e uniformes. Não se deve colher frutos esverdeados nem muito amarelados, devido à distância aos centros consumidores.

Logo após a colheita é providenciada a classificação dos frutos, que são transportados para a sombra, para evitar queimaduras causadas pelo sol.

Classificação por tamanho

O tamanho dos melões é determinado por seu peso individual ou por seu diâmetro na secção equatorial. Se o tamanho estiver relacionado com o peso do fruto, o maior melão não deverá ter mais que 50% do peso do menor.

Se o tamanho estiver relacionado com o diâmetro do fruto, o diâmetro do maior melão será, no máximo, 20% maior que o do menor fruto.

No mercado consumidor, há maior preferência por melões pequenos e médios, como é o caso dos melões doces, entre 1 kg e 2 kg, e dos cantaloupes, entre 500 g e 1 kg.

Aprimore seus conhecimentos, acessando os Cursos CPT, da área Fruticultura.

Por Andréa Oliveira.

Cursos Relacionados

Curso Produção de Mamão Curso Produção de Mamão

Com Prof. Hélvio Tadeu

R$ 298,00 à vista ou em até 10x de R$ 29,80 sem juros no cartão + frete

Saiba mais
Curso Produção de Melão Curso Produção de Melão

Com Prof. Hélvio Tadeu

R$ 298,00 à vista ou em até 10x de R$ 29,80 sem juros no cartão + frete

Saiba mais
Curso Produção de Mudas Frutíferas Curso Produção de Mudas Frutíferas

Com Prof. Hélvio Tadeu

R$ 298,00 à vista ou em até 10x de R$ 29,80 sem juros no cartão + frete

Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Outros artigos relacionados à área Fruticultura

Atendimento Online
Quer Facilidade