Peixe Pirarucu, o Gigante Amazônico

Também conhecido como peixe pirosca, o pirarucu é considerado um dos maiores peixes de água doce do mundo

O pirarucu tem o corpo alongado, escamoso, com tom esverdeado e cauda vermelha

Maior peixe de água doce do Brasil, o pirarucu (pira: peixe; urucum: vermelho, devido à cor da cauda) pode chegar a 3 m de comprimento, bem como pesar até 250 kg. Geralmente, encontrado na bacia Amazônica, no Norte do país, esse peixe habita as águas rasas mais calmas das várzeas de rios e lagoas, pois eles sobem à superfície para respirar ar, mais ou menos a cada 20 minutos. Outro aspecto bastante peculiar é que este gigante prefere águas claras e, ligeiramente alcalinas, com temperaturas entre 24 a 37ºC.

Também considerado um dos maiores peixes de água doce do mundo, o pirarucu, ou Bacalhau da Amazônia, alimenta-se de peixes forrageiros, como a tilápia, já que é uma peixe carnívoro. Mas pode se alimentar de caramujos, tartarugas, cobras, gafanhotos, plantas, pequenas pedras, areia, lodo e carvão. As piranhas são os seus predadores naturais. No entanto, o maior risco de extinção da espécie é a pesca ilegal. Quando os pais estão com os filhotes, na superfície, para ajudá-los a respirar, é o momento que os pescadores os capturam. Isso diminui as chances de os filhotes sobreviverem.

 

Características

 

  •   É um peixe predatório que tem origens na era Jurássica;

  •   Possui cabeça achatada e ossificada;

  •   Tem corpo alongado e escamoso (suas escamas podem chegar ao tamanho de um pires de xícara de café);

  •   Tem o corpo esverdeado, com cauda vermelha;

  •   Possui dois aparelhos respiratórios, as brânquias (para a respiração aquática) e a bexiga natatória (para a respiração aérea – funcionando como pulmão, principalmente, durante a seca);

  •   Após fazerem os ninhos, é função do macho proteger a prole – por cerca de 6 meses;

  •   Durante as primeiras semanas de vida, os filhotes nadam em torno da cabeça do pai, que os mantêm próximos à superfície, para exercitá-los à respiração aérea;

  •   A primeira desova ocorre quando o pirarucu atinge 40 kg;

  •   Não apresenta dimorfismo sexual externo. No entanto, em época de reprodução, ele apresenta diferenças nas colorações de suas escamas.

Criação em cativeiro

 

Por ser uma espécie em extinção, devido à pesca predatória, a criação do pirarucu em cativeiro tornou-se uma alternativa para que se mantivesse a espécie, por meio da produção em larga escala comercial. Além disso, é um investimento bastante viável, já que esse peixe pode alcançar 10 kg em apenas um ano. Outro fator relevante é que o pirarucu é bastante rústico e resistente, adaptado a climas tropicais.

 

A primeira criação de pirarucu em cativeiro ocorreu por meio da Embrapa – Amazônia Oriental, em Belém. Os peixes eram criados em viveiros de 100 m² e abastecidos com água de um açude destinado ao banho de bubalinos. No entanto, pode-se citar a consorciação conjunta de pirarucu com suínos, bovinos e aves. Isso gera ganhos econômicos e ambientais, principalmente, se o pirarucu receber uma dieta de ração peletizada. Em um ano, pode-se ter 600 peixes de até 10 kg.

 

Conforme técnicos da EMBRAPA, o peixe pirarucu necessita de 5 a 10 m² de viveiro, por peixe, e um vertedouro d'água, que permita a secagem do tanque para a despesca. Este deve ter uma profundidade média de 80cm, já que o pirarucu prefere águas rasas. As dimensões do tanque determina a velocidade de crescimento desse peixe. Independente desse fator, o pirarucu é um peixe de rápido crescimento.

 

Pirarucu e mitologia indígena

 

Pirarucu era um bravo guerreiro da tribo uiaiá, mas era muito perverso. Era também egoísta e orgulhoso de seu poder, de sua força. Certo dia, quando seu pai, o chefe Pindarô, foi fazer uma visita pacífica às tribos vizinhas, Pirarucu aproveitou a chance, capturou e matou os índios das tribos vizinhas, sem motivo algum.

Os dias passavam e Tupã, deus dos deuses, resolveu punir o cruel guerreiro. Chamou Polo, pedindo para que este lançasse o seu mais poderoso relâmpago em toda a região. Chamou também a deusa das torrentes, Iururaruaçu, ordenando que esta provocasse as mais fortes tempestades sobre Pirarucu, que pescava à margens do rio Tocantins.

Quando Pirarucu percebeu a fúria de Tupã, ele zombou do poder do deus dos deuses, balbuciando palavras de desprezo. Isso enfureceu Tupã, que enviou Chandoré, o demônio que odeia os homens, este lançou um relâmpago, atingindo o coração do guerreiro.

Mesmo nos últimos instantes de vida, Pirarucu recusou-se a pedir perdão a Tupã. Ainda vivo, seu corpo foi levado para as profundas águas do rio Tocantins, transformado em um escuro e gigante peixe.

Aprenda mais sobre peixes, acessando os cursos da área Piscicultura, elaborados pelo CPT – Centro de Produções Técnicas.

 

Por Andréa Oliveira

 

Cursos Relacionados

Curso Criação de Tilápias Curso Criação de Tilápias

Com Prof. Dr. Manuel Vazquez JR

R$ 298,00 à vista ou em até 10x de R$ 29,80 sem juros no cartão + frete

Saiba mais
Curso Nutrição e Alimentação de Peixes Curso Nutrição e Alimentação de Peixes

Com Prof. Dr. Luiz Pezzato e Prof. Dr. Newton Castagnolli

R$ 298,00 à vista ou em até 10x de R$ 29,80 sem juros no cartão + frete

Saiba mais
Curso Criação de Peixes Curso Criação de Peixes

Com Prof. Eduardo Rasguido

R$ 298,00 à vista ou em até 10x de R$ 29,80 sem juros no cartão + frete

Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Paula

07/02/2014

Gostaria de saber se existe um curso para criação de Pirarucu!

Resposta do Portal Cursos CPT

29/09/2016

Olá, Paula!

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

Para mais informações nossas consultoras entrarão em contato.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Marizete Almeida

16/01/2014

Bom dia! Gostaria de saber se vcs têm curso de criação de pirarucu. Obrigada.

Resposta do Portal Cursos CPT

29/09/2016

Olá, Marizete!

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

Nossas consultoras entrarão em contato com mais informações sobre os Cursos ná Área Piscicultura.

Atenciosamente,

Vilmara Silva.

Guilherme Henrique Sampaio Evangelista

29/05/2013

Queria saber se vcs tem cursos de criação e reprodução do peixe Pirarucu.

Resposta do Portal Cursos CPT

29/09/2016

Olá, Guilherme!

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

Para mais informações nossas consultoras entrarão em contato.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Outros artigos relacionados à área Piscicultura

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade