Coriza Infecciosa (Gôgo)

Devido a dúvidas postadas em uma das nossa redes sociais, nosso especialista elaborou o presente artigo, que trata sobre uma enfermidade muito comum a criações de aves, popularmente conhecida como gôgo.

A coriza infecciosa é uma doença bacteriana muito comum às aves.

A coriza infecciosa, vulgarmente denominada gôgo, é uma doença bacteriana respiratória aguda, subaguda ou crônica, altamente contagiosa, que afeta, principalmente, o trato respiratório superior das aves. Causada pela bactéria Haemophilus paragallinarum, tem nas galinhas suas hospedeiras primárias, podendo atacar, também, outras aves, como os faisões, capotes e peruas, atingindo todas as idades.

Muito comum em criações de aves domésticas, comerciais e também de aves exóticas é caracterizada por corrimento nasal, espirros e edema (inchaço) da face baixa dos olhos, conjuntivite catarral (lacrimejamento) e barbelas inchadas, especialmente nos machos. Muitas vezes, o sintoma mais visível e, às vezes, único, é a secreção nasal, que em aves com infecção recente é de cor clara, ficando mais consistente e amarelado com a persistência da doença. Essa secreção causa obstrução das vias respiratórias e leva a uma característica respiração pela boca.

Sua transmissão ocorre por meio de aerossol, principalmente por contato direto entre aves doentes; por moscas; contato das aves com fômites; ou, pela ração e água contaminadas; sendo as aves infectadas de forma crônica e mesmo as portadoras que não apresentam os sintomas, importantes disseminadoras da bactéria. A transmissão ocorre, normalmente, das aves de idade mais velha para mais jovens, quando há criação de múltiplas idades em um mesmo local. É muito comum seu surgimento em lugares úmidos, sujeitos a correntes de ventos frios, assim como em abrigos e instalações mal construídas.

A doença tem impacto econômico em função do aumento do número de refugagem em aves em crescimento e, principalmente, por provocar queda de postura com até 40% de perda.

O diagnóstico da coriza infecciosa é baseado nas evidências clínicas associadas às provas laboratoriais, já que outras doenças podem apresentar sinais parecidos. Por isso, é muito importante a presença de um médico veterinário para dar o diagnóstico definitivo.

Há boa reposta frente ao tratamento com antibiótico, reduzindo a severidade dos sintomas  após uma semana da administração. Porém, isso não elimina a possibilidade de recorrência, devido à permanência de aves portadoras na criação. O controle dessa e de outras doenças está na realização de um manejo sanitário eficiente, com medidas de biossegurança e limpeza, e desinfecção das instalações e dos equipamentos utilizados na criação. As medidas de higiene e de profilaxia tanto podem ser de caráter geral, quanto específicas, pelo uso de vacinas.

Os programas de vacinação das aves variam de acordo com a região onde a criação está localizada, pois dependem do risco sanitário da mesma. Lembrando que a  vacinação é uma medida de prevenção. Para as doenças bacterianas elas são raramente usadas, sendo úteis apenas em lugares em que o processo seja enzoótico, ou seja, em regiões em que a doença aparece com frequência.

No caso da vacina contra a coriza infecciosa, constituída da bacterina inativada a partir de Hemophillus gallinarum, a aplicação é feita por via subcutânea às 10-15 semanas, com revacinação após três semanas, em zonas enzoóticas.

O controle dessa e de qualquer outra doença se faz com medidas preventivas quanto ao manejo sanitário e aplicação de vacinas, assim como no tratamento das enfermidades. É preciso, primeiro, entrar em contato com um médico veterinário, para assisti-lo de forma correta nas formas de tratamento e prevenção, adequadas a cada tipo de criação, e ao manejo destinado em cada uma.

Conheça as medidas preventivas e saiba sobre os cuidados sanitários às aves nos nossos cursos da área de Avicultura.

Pensando em você, cliente CPT, o Centro de Produções Técnicas disponibiliza gratuitamente um manual prático sobre as principais raças de galinha com fim comercial. Tudo elaborado em linguagem simples e ilustrações para melhor exemplificar o conteúdo.

Portanto, não perca tempo!

 

 

Faça já o Download Grátis
Faça já o Download Grátis Manual sobre as Principais Raças de Galinha com fim Comercial

Basta preencher os campos abaixo para receber o material por e-mail:

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

Cursos Relacionados

Curso Criação de Frango e Galinha Caipira Curso Criação de Frango e Galinha Caipira

Com Prof. Dr. Luiz Albino

R$ 398,00 à vista ou em até 10x de R$ 39,80 sem juros no cartão + frete

Saiba mais
Curso Codornas - Recria e Reprodução Curso Codornas - Recria e Reprodução

Com Prof. Dr. Joji Ariki e Prof.ª Dr.ª Vera Moraes

R$ 338,00 à vista ou em até 10x de R$ 33,80 sem juros no cartão + frete

Saiba mais
Curso Produção de Frangos de Corte Curso Produção de Frangos de Corte

Com Prof. Dr. Tadeu Cotta

R$ 360,00 à vista ou em até 10x de R$ 36,00 sem juros no cartão + frete

Saiba mais
Curso Galinhas Poedeiras Cria e Recria Curso Galinhas Poedeiras Cria e Recria

Com Prof. Dr. Júlio Puppa

R$ 335,00 à vista ou em até 10x de R$ 33,50 sem juros no cartão + frete

Saiba mais
Curso Galinhas Poedeiras - Produção e Comercialização de Ovos Curso Galinhas Poedeiras - Produção e Comercialização de Ovos

Com Prof. Dr. Júlio Puppa

R$ 335,00 à vista ou em até 10x de R$ 33,50 sem juros no cartão + frete

Saiba mais
Curso Como Montar e Operar um  Pequeno Abatedouro de Frangos Curso Como Montar e Operar um Pequeno Abatedouro de Frangos

Com Prof. Dr. Luiz Albino

R$ 338,00 à vista ou em até 10x de R$ 33,80 sem juros no cartão + frete

Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

argemiro martins neto

18/03/2017

Gostaria de saber a vacina ou o remedio para gogo de galinha pois na minha criacao ta avendo uma mortalidade muito grande.

Resposta do Portal Cursos CPT

25/03/2017

Olá Argemiro,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Recomendamos que procure um casa agrícola ou consulte um Médico Veterinário para que o mesmo possa lhe receitar o melhor remédio.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

EDSON TAKASHI KODAMA

10/03/2017

Tem algum curso sobre Índio Gigante como vacinar etc

Resposta do Portal Cursos CPT

25/03/2017

Olá Edson,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Nossas consultoras entrarão em contato com mais informações sobre os Cursos a Distância na área Avicultura.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Lucas Martins da Silva

23/01/2017

Boa tarde, bem qual o remédio adequado para o tratamento do gogo ou coriza?

Resposta do Portal Cursos CPT

25/03/2017

Olá Lucas,

Para combater a coriza infecciosa algumas medidas devem ser tomadas, como:

- É necessário evitar a friagem, a umidade, o vento direto nas aves e conservar as instalações bem limpas. Desta forma, se consegue evitar a coriza. Também é possível evitar por meio de vacinação contra a enfermidade. A coriza é uma doença bacteriana, que atinge as aves quando elas são submetidas a essas condições de estresse. Para prevenir também é recomendado adquirir aves isentas de problemas respiratórios. Quando detectada a doença. Também, é recomendado a separação das aves doentes das sadias. Em relação aos nomes dos remédios e vacinas, recomendamos que consulte um médico veterinário ou uma casa agrícola.

Atenciosamente,
Ana Carolina dos Santos

gilmadsondoria@uol.com.br

04/08/2016

Quero saber sobre vacinação e tratamento de aves com gogo.

Resposta do Portal Cursos CPT

25/03/2017

Olá,

Os sinais clínicos da coriza são: corrimento fluído nas vias nasais, catarro, conjuntivite, edema da cabeça e ao redor dos olhos. Em alguns casos ocorre o fechamento das pálpebras e até a destruição do globo ocular. As aves quando infectadas diminuem a postura e ficam com as asas caídas. A ocorrência da doença é mais comum no outono e o seu diagnótico é difícil.

Ela é transmitida por vírus, que vem dos seres humanos e mamíferos em geral. Para evitar a coriza:

- É necessária evitar a friagem, a umidade, o vento direto nas aves e conservar as instalações bem limpas. Desta forma, se consegue evitar a coriza. Também é possível evitar por meio de vacinar contra a efermidade.

Para evitar recomenda-se adquirir aves isentas de problemas respiratórios. Quando detectada a doença, é recomendado a separação das aves.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Nicodemos Ferreira da costa

15/07/2016

Posso consumir a carne do galo com gogo

Resposta do Portal Cursos CPT

25/03/2017

Olá Nicodemos,

Não é recomendado.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

orlando

18/04/2016

quero saber sobre vacinação e tratamento de aves com gogo

Resposta do Portal Cursos CPT

25/03/2017

Olá Orlando,

Para mais informações cadastramos seu endereço de e-mail para receber nosso boletim informativo.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Tiago

05/02/2016

Queria saber se podemos consumir os ovos depois de tar dando o medicamento de terramicina a criação .....

Resposta do Portal Cursos CPT

25/03/2017

Olá Tiago!

Recomendamos que entre em contato com um médico veterinário para mais informações.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

iraldo

25/01/2016

Gostaria de conhecer mais sobre manejo e como cuidar em caso de doenças. Estou criando da Raça Indio Gigante.

Resposta do Portal Cursos CPT

25/03/2017

Olá, Iraldo!

Agradecemos a visita e comentário em nosso site.

Sugiro que acesse o link abaixo. Ele o levará as nossas publicações sobre a criação de aves. Essas publicações poderão ajudá-lo em muitas dúvidas.

Atenciosamente,

Silvana Teixeira.

http://www.cpt.com.br/busca/artigos/galinha

IVOMA JACYDE OLIVEIRA

14/01/2016

Boa tarde Gostaria de saber se eu posso pingar algumas gotas de limão nas vistas de uma ave, pois está fechada e lagrimejando. Se eu não puder pingar o limão o que devo colocar?

Resposta do Portal Cursos CPT

25/03/2017

Olá, Ivoma!

Agradecemos pela visita e comentário em nosso site.

O melhor a fazer é procurar pelo auxílio de um especialista, para um correto diagnóstico e tratamento. Evite danos futuros em sua criação. Um correto tratamento pode garantir a vida de suas aves.

Atenciosamente.

Silvana Teixeira.

Ananda

02/01/2016

Boa noite! Excelente artigo!!! Pessoal, Tem umas três semanas que uma galinha começou a inchar os olhos. Levei na casa de ração e me disseram que era gogo. Comprei um remédio e não adiantou. Comprei outro mais caro e continuou inchando... mais inchado que nesta imagem, apenas um olho estava inchado, o outro olho estava normal. A galinha não estava espirrando, só estava com a região do olho bem inchada... Estava chateada pois a galinha não melhorava e já nem enxergava do olho... Ontem comentei com meu tio e ele nem tinha visto a galinha e disse que podia ser ração que subiu para a cabeça, aquele farelo (meu tio já trabalhou com criatório de galinhas)... Ele pegou a galinha, olhou e realmente era ração (aquele farelo amarelo, de milho). Ele, com muito cuidado tentou abrir o olho dela... Dava pra ver, tinha ração mesmo... em vez da ração descer garganta abaixo, subiu pelo orifício que tem dentro do bico, a ração foi direto para o olho. Só de abrir o olho da galinha já começou a dar pra ver a ração... lavamos com água e saiu um pouco no mesmo instante... depois que soltamos a galinha, parece que ela estava engolindo algo, deve ser a ração que voltou na garganta... pingamos colírio para diminuir as dores e estamos dando analgésico , pq deve doer... isso tem 24 horas e na medida do possível e com cuidado estamos tirando a ração do olho. O "inchaço" já diminuiu uns 80%. Perdemos muito tempo tentando tratar o "gogo"... Se soubesse antes, e com o tratamento certo a galinha não teria sofrido tanto. Meu tio disse que é bom detectar antes de "inchar" muito, pois a galinha pode perder a visão... Espero que a minha galinha recupere e enxergue...Fica a Dica, nem tudo é Gogo...

Outros artigos relacionados à área Avicultura

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade