Saiba como produzir palmito de pupunha

A plantação de palmito oferece uma série de vantagens financeiras ao produtor

Mudas para plantio

A pupunha é uma espécie de palmeira, típica da região amazônica, que tem sido cultivada por grandes e pequenos produtores rurais para fornecer palmito ao mercado alimentício. O comércio desse produto é bastante promissor, pois além das vantagens financeiras relacionadas à produção, ele é saudável e saboroso, tornando-se item de grande procura pelos consumidores. O palmito é bastante apreciado no Brasil e no exterior, cujos mercados encontram-se em constante expansão. Essa palmeira pode chegar a 20m em poucos anos, fato que permite sua comercialização também como planta ornamental.

Vantagens do cultivo da pupunha

O professor José Roberto Moro, da UNESP de Jaboticabal, cita algumas das vantagens relacionadas ao cultivo do palmito de pupunha:

- O primeiro corte é relativamente rápido (entre 18 e 24 meses após o plantio);
- Brota facilmente, dispensando muitas vezes o trabalho do agricultor;
- É um alimento natural, nutritivo e pouco calórico, bastante procurado no mercado;
- Um único hectare pode produzir até 12.000 palmitos por ano;
- Não estraga facilmente, podendo ser mantido em estoque durante um bom tempo;
- É um produto ecológico, ou seja, é possível fazer o plantio sustentável;
- Pode ser vendido em conserva, in natura ou minimamente, pois não escurece logo após ser cortado;
- Possibilidade de corte o ano todo, gerando lucro aos produtores;
- O manejo dispensa técnicas especiais e quase não apresenta pragas e doenças.

Condições adequadas ao plantio

Palmito de pupunha

A plantação de palmeira de pupunha deve estar localizada onde haja grande incidência solar durante todo o dia. Moro não aconselha o cultivo da palmeira em locais cuja altitude seja superior a 850m, pois a baixa temperatura impede seu desenvolvimento pleno. A temperatura média ideal para garantir o crescimento saudável da planta deve ser igual ou superior a 22°C. Visando a recuperação de áreas degradadas, o professor afirma que essa cultura pode ser realizada de maneira sustentável em locais desmatados.

Dias nublados e chuvosos compreendem o clima perfeito para a plantação. Dias com temperaturas muito elevadas ou muito baixas prejudicam o processo de adaptação da planta. O professor lembra que o espaçamento entre os pés das palmeiras deve ser suficiente apenas para protegê-las do vento e do frio, já que elas necessitam da incidência constante da luz solar. O cultivo da pupunha pode ser facilmente conciliado com o de mandioca, banana, maracujá e laranja, por exemplo. Intercalar culturas é uma prática que previne doenças foliares nas palmeiras.

Cuidados necessários ao bom desenvolvimento da planta

Período de crescimento da pupunha

As orientações técnicas necessárias podem ser adquiridas através da contratação de um bom engenheiro agrônomo. Este também é responsável por certificar o pH do solo, auxiliando o agricultor quanto à adubação. O uso de herbicidas na produção de palmeira de pupunha é quase indispensável. No entanto, ao optar por esse recurso, o agricultor precisa do auxílio do agrônomo para certificar-se de que a plantação não será prejudicada. A capina deve ser feita regularmente, porém, em virtude da superficialidade das raízes das palmeiras, deve-se evitar o modo manual e mecânico.

Corte do palmito

O palmito pode ser cortado o ano todo. O produtor deve, contudo, evitar o corte da planta durante períodos mais secos, pois, se 90% da constituição física do palmito é água, seu peso nessa época do ano será consideravelmente menor. Uma dica é intensificar a irrigação das palmeiras de 2 a 5 dias antes do corte para aumentar a produção e diminuir a cor amarelada após a colheita. O agricultor deve, no entanto, cuidar para que as palmeiras não tenham um grau excessivo de umidade para impedir o desenvolvimento e a proliferação de micro-organismos.

Colheita, processamento, armazenamento e transporte

Processamento do palmito de pupunha

Para garantir a qualidade do palmito, o produtor deve atentar-se aos cuidados necessários durante a colheita,  o processamento e o armazenamento. Moro explica que o manuseio cauteloso dos estipes após a retirada das bainhas é tão importante quanto o seu acondicionamento em carretas forradas com folhas da própria pupunheira para o transporte. Este deve ser feito com atenção para que os palmitos não sofram quedas e pancadas. Vale citar que o produtor deve fazer o possível para transportá-los nos períodos mais frescos do dia.

O agricultor deve estar sempre atento às exigências legislativas sanitárias em relação à fabricação de alimentos, visando garantir a qualidade do produto. As regras estabelecidas judicialmente auxiliam o agricultor em relação ao manejo e ao armazenamento correto do palmito direcionado ao comércio.

Investimento no cultivo de palmito

Fase de colheita do palmito

No curso Produção de Palmito de Pupunha, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, o professor Moro fornece informações aos agricultores que pretendem cultivar a palmeira de pupunha para comercializar o palmito. O curso orienta acerca das condições de desenvolvimento dessa planta, bem como em relação à formação de mudas, ao plantio no campo, aos estágios da cultura, a doenças e pragas, ao corte, ao processamento e à comercialização do produto. Vale a pena conferir as dicas e investir em um novo empreendimento.

Por Camila Guimarães Ribeiro

 

Cursos Relacionados

Curso Produção de Palmito de Pupunha Curso Produção de Palmito de Pupunha

Com Prof. Dr. José Roberto

R$ 298,00 à vista ou em até 10x de R$ 29,80 sem juros no cartão + frete

Saiba mais
Curso Produção de Palmito de Açaí Curso Produção de Palmito de Açaí

Com Prof. Ismael de Souza e Prof.ª Maria das Graças

R$ 298,00 à vista ou em até 10x de R$ 29,80 sem juros no cartão + frete

Saiba mais
Curso Cultivo de Palmeira Real para Produção de Palmito Curso Cultivo de Palmeira Real para Produção de Palmito

Com Prof. Alfredo Frasson

R$ 298,00 à vista ou em até 10x de R$ 29,80 sem juros no cartão + frete

Saiba mais
Curso Cultivo de Mandioca Curso Cultivo de Mandioca

Com Prof.ª Dr.ª Marney Pascoli Cereda

R$ 298,00 à vista ou em até 10x de R$ 29,80 sem juros no cartão + frete

Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

luiz carlos biaggi

26/04/2016

esqueci de um detalhe quero as pupunhas mais para embelezar minha chacara e nao para consumo. posso entao replantar as mudas grandes??? precisa de algum cuidado especial??? grato

Resposta do Portal Cursos CPT

27/06/2016

Olá Luiz Carlos,

Conforme foi dito anteriormente para replantar a pupunha é preciso de todo um cuidado para o transplante por isto é interessante consultar um técnico para auxiliar neste processo.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

luiz carlos biaggi

25/04/2016

Parabéns pelos ensinamentos. Gostaria de saber como replantar pupunha com um metro, dois metros de altura....corre o risco de morrer essa planta??? tenho uma chácara aqui em cianorte no parana e um amigo tera que arrancar mais de dois mil pes de pupunha porque ele fazer um loteamento no seu imovel chacara...entao pensei em aproveitar essas mudas e replantar em minha chacara...sera que dara certo??? aguardo resposta grato

Resposta do Portal Cursos CPT

27/06/2016

Olá Luiz Carlos,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Se a plantação de pupunha estiver quase no ponto de coleita, pode ser viável fazer este tipo de replantio, caso não esteja o custo para que isto seja realizada acaba sendo inviável. Recomendamos que procure um técnico para uma avaliação.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Jose Manuel

20/03/2016

Ótimo Curso! Compramos e foi de grande valia, pois passamos algumas informações muito úteis a alguns de nossos produtores, o que resultou em palmitos de melhor qualidade, aumentando assim o rendimento final. Obrigado.

Resposta do Portal Cursos CPT

27/06/2016

Olá José Emanuel,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Ficamos felizes que tenha gostado do nosso conteúdo e de nossos cursos.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Edson Paulo Rodrigues

09/02/2016

Bom dia. Gostei muito desta matéria do professor José Roberto Moro, gostaria de saber se vocês tem um escritório em São Paulo - Centro. Gostaria de tirar duvidas e também adique rir o curso de Plantação de Palmito Pupunha, eu Tenho uma propriedade no interior de São Paulo, e comprei 150 mudas de Palmito Pupunha, lendo esta matéria Eu acho que vou investir mais neste seguimento, e gostaria de mais informações. Fico no aguardo de uma resposta. Obrigado. Edson P. Rodrigues.

Resposta do Portal Cursos CPT

27/06/2016

Olá Edson!

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Os Cursos CPT são constituídos de filmes em DVD e livros interativos e você pode fazê-los sem sair de casa. Nossas consultoras entrarão em contato com mais informações sobre o Curso CPT Produção de Palmito Pupunha.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Maria da Glória da Silva Peixoto

12/11/2015

tenho área disponível de 10.000 m2 para cultivo de pupunha.

Resposta do Portal Cursos CPT

27/06/2016

Olá, Maria da Glória!

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Para mais informações sobre a pupunha cadastramos seu e-mail para receber nosso boletim informativo.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Wilson de Carvalho Nlunes

06/11/2015

Estou estudando a viabilidade técnica do plantio de coco anão verde, consorciado com pupunha, numa propriedade que esta em torno de 220 m de altitude, às margens do Rio Doce, bem próximo à Ipatinga - MG. Gostaria de saber se é viável tecnicamente? Caso positivo favor me sugerir o espaçamento a ser adotado, tanto para o coco quanto para o palmito.

Resposta do Portal Cursos CPT

27/06/2016

Olá, Wilson!

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Recomendamos que consulte um especislista no assunto para mais informações.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Iara Moura

15/07/2015

Olá, estou fazendo um trabalho sobre o palmito e gostaria de colocar este artigo de vocês, mais preciso do nome da pessoa que escreveu, parece que isto tem, mas também preciso da data que foi publicado, nome da página, ou da empresa, tudo isso... Pode me ajudar?

Resposta do Portal Cursos CPT

27/06/2016

Olá, Iara!

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. O artigo foi publicado no dia 28/02/12, por Camila Guimarães Ribeiro, no site cpt.com.br.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Carolini Sabadini

03/06/2015

Olá Camila, Boa tarde! Teria o contato do CPT (Centro de Produções técnicas)? fico no aguardo, obrigada

Resposta do Portal Cursos CPT

27/06/2016

Olá, Carolini!

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. O contato do cpt é (31) 3899 - 7000.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

valeriano

23/04/2015

Olá, gostaria de saber como devo fazer, ganhei sementes de pupunhas tempos atrás, agora não posso vender porque não tem origem, como devo me proceder para vender meu palmito?

Resposta do Portal Cursos CPT

27/06/2016

Olá, Valeriano!

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. A autorização para explorar o palmito nativo (ou exótico em áreas maiores que cinco hectares) depende de vistoria prévia do Idaf - istituto de Defesa Agropecuária e Florestal. Quando se trata de palmito exótico em áreas menores que cinco hectares, a extração pode ser feita mediante a Informação de Corte - documento que comprova a legalidade da extração. Para obter a documentação, o produtor deve procurar o escritório do Idaf mais próximo.

A documentação florestal é dispensável somente para o palmito oriundo de plantios de coco (anão e bahia). Já o palmito Juçara tem sua exploração proibida, pois consta na Lista Oficial de Espécies da Flora Brasileira Ameaçadas de Extinção, do Ministério do Meio Ambiente. O corte do palmito Indaiá também está proibido, conforme Instrução de Serviço nº 001-N, de 11 de março de 2013, pois o ponto de corte é longo (em média, nove anos) e houve um corte excessivo dessa espécie florestal no passado.

Para transportar o palmito nativo, é preciso estar de posse do laudo de vistoria florestal, da autorização de exploração e da nota fiscal de venda. Para algumas espécies ainda é necessário o Documento de Origem Florestal (DOF).

No caso de espécies exóticas, como pupunha e açaí, é necessário a Informação de Corte e a nota fiscal. Se a área de exploração for de cinco hectares ou mais, também é preciso do laudo de vistoria e da autorização de exploração.

Já para os palmitos de plantios de coco, a única exigência para o transporte é a da nota fiscal.

Área de Preservação Permanente


É importante destacar que é proibida a extração de qualquer espécie de palmito em área de preservação permanente (APP), como margens dos rios e lagos e topos de morros.

O descumprimento da normatização implica multa ao produtor, que pode variar de R$ 40 a R$ 18 mil por unidade ou dúzia, além de apreensão do produto.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Sormélia Trevisan

11/04/2015

Nós possuímos um Sitio, na Região de Cerquilho, o qual temos vários hectares bem fresquinhos. De fácil acesso, inclusive para irrigação. Gostaríamos de mais informações, para iniciarmos a plantação do Palmito pupunha.

Resposta do Portal Cursos CPT

27/06/2016

Olá, Sormélia!

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Os seguintes artigos podem lhe auxiliar na produção do palmito: Produção de palmito de pupunha - cuidados antes do plantio, plantio e adubação e Palmito de pupunha.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Outros artigos relacionados à área Agroindústria

Atendimento Online
Quer Facilidade